As melhores marcas anunciam aqui

As melhores marcas anunciam aqui

sábado, 27 de setembro de 2014

Makital


ESTUPRADOR É CONDENADO A 108 ANOS DE PRISÃO

Após 19 horas de julgamento, Eduardo dos Santos Pereira, apontado como o mentor da 'Barbárie de Queimadas', ocorrida em 2012 no Agreste da Paraíba, foi condenado a 108 anos e dois meses de prisão. 
 
A sentença foi anunciada pelo juiz Antônio Maroja Limeira Filho às 9h desta sexta-feira (26) no plenário do 1º Tribunal do Júri de João Pessoa, no Fórum Criminal. 
 
Segundo o juiz, Eduardo foi considerado culpado por dois homicídios, formação de quadrilha, cárcere privado, corrupção de menores e porte ilegal de arma, além dos cinco estupros. Por estes crimes, ele foi condenado a 106 anos e 4 meses de reclusão. Além disso, ele recebeu uma pena de 1 ano e 10 meses de detenção pelo crime de lesão corporal de um dos adolescentes envolvidos no crime.
 
 (Fonte: G1)

PAULO CÂMARA ABRE VANTAGEM DE 9 PONTOS

Pesquisa do Datafolha divulgada agora à noite aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo de Pernambuco:
Paulo Câmara (PSB): 43%
Armando Monteiro (PTB): 34%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 0%
Jair Pedro (PSTU): 0%
Brancos e nulos: 8%
Indecisos: 12%
Realizada entre os dias 25 e 26 de setembro, a pesquisa contou com 1.222 entrevistas em 44 municípios.
O resultado da pesquisa do Datafolha é bastante próximo da realizada pelo Ipespe, que apontou uma vantagem de 10 pontos para Paulo Câmara. Os números do Instituto paulista não batem com o Vox Populi, que indicou um empate técnico na eleição de Pernambuco. Interessante é que no plano nacional os dois institutos trouxeram resultados idênticos, ambos apresentando uma vantagem de 13 pontos de Dilma sobre Marina.

NOVA PESQUISA DO DATAFOLHA INDICA VITÓRIA DE DILMA NO PRIMEIRO E SEGUNDO TURNOS

Dilma Rousseff cresceu 4 pontos, Marina caiu três e por isso aumentou a diferença da petista sobre a socialista na disputa do primeiro turno da eleição presidencial. É o que mostra a nova pesquisa do Datafolha que traz os seguintes números: Dilma - 40%, Marina, 27%, Aécio Neves – 18%.

Na simulação de segundo turno do Datafolha a candidata do PT passou à frente da adversária, que até o levantamento anterior liderava as intenções de voto. Agora Dilma somou 47%, contra 43% de Marina.

A pesquisa do Datafolha foi realizada em 402 municípios brasileiros e ouviu 11.474 pessoas.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Em Limoeiro, quatro grupos aderem coligação socialista

Em Limoeiro, quatro grupos políticos apoiam a coligação Frente Popular, tendo como candidatos Paulo Câmara (governador) e Fernando Bezerra Coelho (senador), ambos do PSB. No embalo socialista estão o grupo do ex-vereador e candidato a estadual Joãozinho (PSB), a dupla de vereadores Bau da Capoeira (PTB) e Zé Nilton (Solidariedade), o ex-vereador José Higino, além do ex-deputado Assis Pedrosa. Pedindo votos para a coligação Pernambuco vai mais longe, encabeçada pelos candidatos Armando Monteiro (governador – PTB) e João Paulo (senador – PT) aparece apenas o grupo do ex-prefeito e candidato a federal Ricardo Teobaldo (PTB), mas que por sua vez vem acompanhado da gestão municipal, tendo seu sobrinho, Thiago Cavalcanti (PROS), no comando da prefeitura.

Atacadão Rota da Moda



Prefeito petista anuncia apoio ao candidato Paulo Câmara

Neste sábado (20), durante visita de Paulo Câmara (PSB), candidato ao governo de Pernambuco pela Coligação Frente Popular, o prefeito de Ibirajuba, Sandro Arandas (PT), anunciou apoio à candidatura do socialista.
 
 O gestor é mais um petista que deixa o grupo de origem, liderado pelo candidato Armando Monteiro (PTB). Arandas revelou a mudança de palanque acompanhado do seu vice, Adenildo Alves (PMDB), e do ex-prefeito do município, Pedro Evangelista. (Imagem | Wagner Ramos

Miguel e Rufino caminham juntos durante ato político em Bom Jardim


Um fato histórico foi registrado na política do município de Bom Jardim. Nesta quarta (24), durante passagem da Coligação Frente Popular pela cidade, o prefeito Miguel Barbosa (PP) e o ex-deputado Sebastião Rufino (PSB) estiveram juntos no mesmo palanque. 
 
As rixas políticas disparadas durante em eleições anteriores foram, momentaneamente, esquecidas. Eles disputaram a prefeitura em 2012 e sempre caminharam em grupos adversários. Durante a caminhada pelas ruas de Bom Jardim, Miguel e Rufino estiveram ladeando o candidato ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). 
 
(Imagem | Wagner Ramos)

MARINA: CHORO NÃO É SINAL DE FRAQUEZA!

Entrevistada durante 30 minutos no Bom Dia Brasil, da TV Globo, a candidata Marina Silva (PSB) falou de suas propostas de governo na área econômica, anunciou que se eleita trabalhará com uma meta de inflação de 4,5% ao ano, e explicou porque chorou depois de uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo, fato que teve repercussão nacional.

Ela atribuiu o choro ao sentimento de suas filhas, que quando crianças vestiam vermelho e tinham no PT uma referência de vida, inclusive com um álbum de fotografias todo ligado ao Partido dos Trabalhadores. “Agora elas não têm mais orgulho do partido”, revelou Marina.

A socialista disse que chorar não é sinal de fraqueza e sim de quem tem sensibilidade

“Ter enfrentado cinco malárias, três hepatites, uma leishmaniose, perder a mãe aos 14 anos, ter sido alfabetizada aos 16 anos,  ter passado o que eu passei, vir me dizer que isso é fragilidade e não me pedir para não ter emoções, sinceramente... Já vi tantos líderes chorando e não é por isso que são mais fracos ou menos fracos”, salientou, lembrando do próprio Lula, que “caiu no choro” quando tomou posse na Presidência. “Eu sou uma pessoa sensível, mas não se pode confundir sensibilidade com fraqueza. As pessoas que não se deixam emocionar, essas sim podem ser muito fracas”, completou.

BANCOS - Marina foi questionada sobre o papel que os bancos públicos – BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal – teriam seu governo. Ela disse que eles continuarão com finalidade social, para por exemplo financiar a agricultura e o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, mas não serão enfraquecidos em sua gestão."O que enfraquece os bancos é pegar o dinheiro do BNDES e dar para meia dúzia de empresários; uma parte deles falida, alguns que deram, enfim, um sumiço em bilhões de reais do nosso dinheiro... Esses sim, nós vamos parar com o mau uso".

O vídeo da entrevista pode ser conferido no link abaixo.

http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2014/noticia/2014/09/marina-defende-politica-economica-sem-aventura-e-sem-desperdicios.html

Armando é o mais rejeitado, diz IPMN/JC


A pesquisa da Nassau mostra que o candidato do PTB, Armando Monteiro Neto, lidera a rejeição entre os eleitores pernambucanos. No levantamento, 18% dos entrevistados afirmaram que tem medo do político vir a se tornar governador. Na versão anterior, a rejeição somava 12%
Já o socialista Paulo Câmara mete medo em 11% dos entrevistados. Na versão anterior, a rejeição era 8%
A situação atual pode provar que tem dado resultado a estratégia dos socialistas de apresentar o senador do PTB como o candidato anti-Eduardo.

O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, tem batido nesta tecla quase todos os dias, levando bordoadas de volta dos aliados de Armando Monteiro.
Pelo lado do petebista, o dado pode mostrar ter sido um erro estratégico levar o caso do avião de Eduardo Campos ao debate e ao guia eleitoral. Sem poder provar irregularidade contra o adversário, passa a ideia de desespero e irresponsabilidade, ajudando a ampliar a rejeição. Em política, quem bate acaba sempre recebendo de volta parte dos golpes que desfere.

De acordo com os números, a maior rejeição do petebista ocorre na Zona da Mata, onde atinge 24%. Uma das possibilidades seja a origem social do candidato, cuja família é apresentada como detentora de usinas, com todo o preconceito associado à atividade.
 
No Recife, onde os socialistas detém o comando da Prefeitura, a taxa de rejeição soma 20%, contra 16% na Região Metropolitana do Recife. A melhor performance neste indicados apresenta-se no sertão, com uma taxa de 11% apenas.

Já o candidato do PSB tem a sua maior rejeição justamente no sertão, com 22%. O dado pode provar que o candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho, não está conseguindo transferir votos para o candidato majoritário. Na região do São Francisco, o indicador é 17%.
Tirando essas duas regiões, Paulo Câmara tem 12% no Agreste e 10% na RMR.

No Recife, como era de se esperar, em função da gestão socialista, tem um dos menores índices, com 9%.
A menor rejeição, 6%, ocorre na Zona da Mata, justamente onde Armando Monteiro tem o seu pior desempenho. O bom desempenho pode ser atribuído aos efeitos do programa chapéu de palha. Não por acaso, nesta campanha, o petebista prometeu manter e ampliar o programa, se eleito.


Do Blog de Jamildo


CAXANGÁ ÁGAPE HOMENAGEIA DEPUTADO RICARDO COSTA‏

O Caxangá Ágape, maior clube informal do país, homenageará nesta quarta (24), o deputado estadual Ricardo Costa.

O deputado, que é membro da Comissão de Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa de Pernambuco e idealizador e fundador da Stampa Outdoor, será saudado pelo ex-governador e atual Senador Jarbas Vasconcelos.

O evento acontecerá no restaurante Boi e Brasa, em Boa Viagem, a partir do meio-dia.

PT da Bahia desviou milhões de programa habitacional

Dona de ONG revela como funcionava esquema que irrigou o caixa eleitoral do partido e beneficiou um senador, dois deputados federais, o atual candidato a governador e um ex-ministro do governo Dilma

Robson Bonin
O candidato do PT ao governo da Bahia, Rui Costa, um dos políticos envolvidos no esquema alimentado pela ONG Instituto Brasil: mesada entre três e cinco mil reais
O candidato do PT ao governo da Bahia, Rui Costa, um dos políticos envolvidos no esquema alimentado pela ONG Instituto Brasil: mesada entre três e cinco mil reais (Luciano da Matta/Ag. A Tarde/VEJA) 
 
Desde 2010, o Ministério Público investiga o Instituto Brasil, uma ONG criada pelos petistas da Bahia. Em 2008, a entidade foi escolhida pelo governo do estado para construir 1 120 casas populares destinadas a famílias de baixa renda. Os recursos, 17,9 milhões de reais, saíram do Fundo de Combate à Pobreza. Os investigadores já tinham reunido provas de que parte do dinheiro desaparecera, mas não havia nada além de suspeitas sobre o destino final dele. O mistério pode estar perto do fim. 

Em entrevista a VEJA, a presidente do instituto, Dalva Sele Paiva, revela que a entidade foi criada para ajudar a financiar o caixa eleitoral do PT na Bahia, um esquema que funcionou por quase uma década com dinheiro desviado de “projetos sociais” das administrações petistas. 

A engrenagem chegou a movimentar, segundo ela, 50 milhões de reais desde 2004. O golpe era sempre o mesmo: o Instituto Brasil recebia os recursos, simulava a prestação do serviço e carreava o dinheiro para os candidatos do partido. Como os convênios eram assinados com as administrações petistas, cabia aos próprios petistas a tarefa de fiscalizar. Assim, se o acordo pagava pela construção de 1 000 casas, por exemplo, o instituto erguia apenas 100. O dinheiro que sobrava era rateado entre os políticos do partido.     

Para ler a continuação dessa reportagem compre a edição desta semana de VEJA no IBA, no tablet, no iPhone ou nas bancas.
Outros destaques de VEJA desta semana

BATATA: "O POVO É LIVRE PARA ESCOLHER SEUS CANDIDATOS"

"O POVO É LIVRE PARA ESCOLHER SEUS CANDIDATOS" DIZ BATATA EM ENTREVISTA NA FILADÉLFIA FM


O vereador Batata em entrevista no programa Cidade em Foco na Filadélfia FM na manhã desta quinta (25) falou sobre diversos temas da administração e da política de Taquaritinga do Norte.

O ex-aliado do prefeito Evilásio não poupou críticas a administração atual, se queixou principalmente de uma suposta perseguição empreendida da parte do prefeito para com o distrito.

O vereador foi duro e acusou o prefeito de perseguição, e de estar "passando contrato na cara" de funcionários para que os mesmos votem em seus candidatos .

Sobre matérias veiculadas em blogs sobre a presença de Lero em eventos de outros candidatos, Batata justificou que seu grupo respeita a democracia e que não tem sido incoerente. 

Ainda segundo Batata seu grupo político "não têm rabo preso com político nenhum" e que tanto ele como os do seu grupo tem compromisso com a população, e que cada comunidade escolha seus candidatos,Batata disse que respeita a todos os candidatos, e que todos sabem e  conhecem quem são os que seu grupo apoia.

Segundo  o vereador Batata Gravatá tem seu candidato, Placas fez sua escolhas Vila do Socorro é uma coisa e que Pão de Açúcar também fez suas escolhas e que não se acha no direito de fazer as escolhas pelas pessoas, 

"cada um é livre pra votar em quem quiser, eu não sou dono do voto de ninguém"

E que o projeto político do grupo é o projeto do povo, e que não precisa ficar se escondendo pois não deve satisfação a nenhum político, que seu grupo é independente que têm coragem de sair as ruas com moral de visitar as pessoas.

" Todo mundo sabe que eu apoio Diogo Moraes, mas eu não posso enfiar Diogo de goela abaixo se as pessoas não quiserem votar nele "

Para Batata  as pessoas é quem deve fazer suas escolhas, e que não nega suas origens tendo sempre como maior preocupação as demandas da população. 

Batata disse que não é moleque de recado e que repudia o terrorismo barato praticado pela"imprensa" que se vende por quem der mais, que sua preocupação é com as demandas da população, e que diferente de outros políticos que dependem de migalhas e que não tem liberdade de ir a uma emissora e falar o que pensam pois não são independentes e que só falam o que lhe mandam.

Com Informações do Blog Pão de Açúcar Net

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

No Agreste Setentrional, Paulo destaca simbolismo da Frente Popular


Ao iniciar um giro pelo Agreste Setentrional, nesta quarta-feira (24), o candidato ao Governo Estadual Paulo Câmara passou por duas cidades que fazem parte da história da Frente Popular, e foi recebido por lideranças que sempre estiveram ao lado das forças progressistas do Estado.
.
O ex-prefeito de Glória do Goitá, Djalma Paes, e o prefeito de Feira Nova, Doutor Nicodemos, estiveram entre os primeiros a apoiar Eduardo Campos, na eleição de 2006.

Com eles, Paulo repetiu caminhadas e comícios por locais que marcaram o início da jornada do ex-governador.
.
“São eventos que carregam o simbolismo da Frente Popular, remetem à forma como Miguel Arraes e Eduardo Campos faziam campanha, e que representam um legado que eu e outros políticos desta nova geração queremos honrar”, explicou o candidato ao Governo.
.
Em Feira Nova, Paulo ouviu do prefeito sua confiança de que, como governador, continuará dando a atenção ao município, da mesma forma que fez Eduardo.
 .
O candidato garantiu que a parceria de sucesso vai continuar. “Doutor Nicodemos, a quantidade de pessoas que você reuniu aqui, em uma quarta-feira à tarde, mostra a liderança que você tem e a gratidão que a população lhe devota. Você, que tanto fez por Feira Nova e que tanto mais fará, com a minha ajuda, a partir de 2015″, elogiou o socialista.
.
Antes, em Glória do Goitá, Paulo também liderou uma grande caminhada, ao lado do ex-prefeito Djalma Paes.

“Glória se desenvolveu, nos últimos anos. Recebeu novas indústrias, graças a Eduardo e a Djalma, quando este ocupava a Prefeitura. A partir de 2015, estarei aqui, junto com ele, para fazer uma cidade cada vez mais forte, avançando no rumo certo”, previu o candidato.

IPTU Taquaritinga do Norte


Mala do profeta pratica o curanderismo

Conhecida como um espaço democrático, a mala do profeta essa semana fez uma sessão de curanderismo.

Com uma dor de barriga de peste, o empresário Tony se submeteu uma uma sessão de curanderismo para se curar. Várias ervas medicinais foram entreges a ele para o término da sessão em sua residência. 

Após a prática de curanderismo, a medicina tradicional voltou a ativa na mala com aferimento de pressão, teste de glicemia e consulta de nutricionista.

Na próxima sexta feira um jantar vai acontecer na mala em comemoração de 13 anos de vida da mala política mais famosa do polo de confecções.




VATICANO MANDA PRENDER FIGURÃO DA IGREJA CATÓLICA POR PRÁTICA DA PEDOFILIA

CIDADE DO VATICANO – O Vaticano anunciou nesta terça-feira a prisão de Jozef Wesolowoski, ex-arcebispo acusado de pagar para fazer sexo com crianças quando servia como embaixador papal na República Dominicana. É o primeiro caso de prisão por pedofilia na cidade-estado sede da Igreja Católica.

Em comunicado, o Vaticano informa que o polonês Wesolowski foi deposto por um tribunal em junho e colocado em prisão domiciliar, à espera de um julgamento criminal. Aos 66 anos, o ex-arcebispo é a mais figura mais proeminente da Igreja a ser preso desde Paolo Gabriele, mordomo papal condenado em 2012 por roubo e vazamento de documentos privados do papa emérito Bento XVI.

Ao contrário de Gabriele, Wesolowaski não está detido na prisão do Vaticano, que se resume a alguns quartos anexos ao tribunal local, mas em prisão domiciliar em um apartamento, por motivos médicos.

Wesolowski retornou ao Vaticano no ano passado, enquanto ainda servia como diplomata em Santo Domingo. Ele foi dispensado de suas funções após a imprensa dominicana divulgar casos de pedofilia. O ex-arcebispo vivia livremente em Roma, mas as vítimas de abuso pediram por sua prisão, temendo que ele pudesse fugir.

O ex-arcebispo pode ser condenado a até 12 anos de prisão no primeiro julgamento a ser realizado dentro da Cidade do Vaticano por abuso sexual. Wesolowski também está sendo investigado na República Dominicana pelas acusações de que meninos foram pagos para realizar atos sexuais. Ele serviu na República Dominicana como núncio, ou embaixador, mas já possui imunidade diplomática.

O Vaticano disse que a prisão refletiu os desejos do Papa Francisco "que um caso grave e delicado como tal deve ser tratado sem demora, com a justiça e o rigor necessários".

Francisco, o primeiro papa não-europeu em 1.300 anos, prometeu tolerância zero contra os clérigos católicos que abusam sexualmente de crianças. Em maio, ele chamou tais abusos como "crimes horríveis" e os comparou a "uma missa satânica". Em julho, disse a vítimas que a Igreja deve "chorar e fazer reparação" pelos crimes. (Fonte: O Globo).

CRISE – ERNESTO CORRE O RISCO DE SAIR DA CAMPANHA MENOR DO QUE ENTROU

Evidentemente que quem acompanha de perto as campanhas eleitorais dos candidatos ao cargo de deputado estadual em Santa Cruz do Capibaribe, percebe a fragilidade que tem dominado a campanha de Ernesto Maia (PSL), que no inicio da jornada era apontado como o favorito no grupo denominado “taboquinha” e com reais chances de polarizar com o seu principal adversário, o deputado Diogo Moraes (PSB).

 Mas com a crise que hoje a campanha de Ernesto enfrenta, não é descartado os riscos de que Maia saia da campanha menor do que entrou.

 Alguns membros de sua campanha já abandonaram o barco alegando falta de pagamento. Sabe-se que diferente dos candidatos mais experientes que economizam os recursos de campanha para gastar do meio para o fim, o postulante fez totalmente o contrário e tudo indica que sofrera as consequências nessa reta final de campanha.

 Outro problema enfrentado por Ernesto Maia é causado pelo seu próprio Tio, o deputado federal José Augusto Maia (PROS), que ainda mantém a liderança da maioria do eleitorado taboquinha, que tem acusado o sobrinho e os vereadores de oposição de abandona-lo para seguir o projeto político de Luciano Bivar (PSL) apontado por Zé Maia, de ser do projeto de Paulo Câmara (PSB) candidato a governador da Frente Popular. Enquanto isso, Zé anda de mãos dadas com o candidato Toinho do Pará (PHS), que teve crescente aumento em sua campanha nos últimos dias, após ter intensificado as caminhas com a presença do deputado federal.

 Caso Ernesto não mude a tática em busca de elevar sua campanha, as coisas poderão piorar ainda mais e seu projeto para ocupar uma vaga na ALEPE corre o risco de descer pelo ralo.

Do: Blog Agreste Notícia

Filho de Eduardo Campos já age como herdeiro político

O filho mais velho de Renata e Eduardo Campos, João Campos, de 20 anos, estreou na campanha eleitoral de Pernambuco com seu apoio ao candidato ao governo pelo PSB, Paulo Câmara, nos últimos dias. Em palanque, o rapaz reforçou anteontem o legado político do pai, morto em acidente aéreo em agosto. “Meu pai não deixou uma herança, pois esta, quando dividida, pode se acabar. Ele deixou um legado, que, quanto mais o dividirmos, mais crescerá, espalhando-se pelo Brasil todo”, disse João em Barreiros, ao lado de Câmara, a quem tratou como “o capitão” do time de craques do qual Campos era o técnico. “Paulo Câmara era o jogador que assumia a responsabilidade em campo e resolvia quando o jogo ficava difícil”, comparou.

Em Caetés, dois dias antes, o rapaz havia discursado que o pai “estava na mais dura batalha que ele já tinha enfrentado”. “Era uma briga contra duas forças que há mais de 20 anos estão no poder (PT e PSDB) e hoje vêm tirando a oportunidade do povo sonhar com um futuro melhor. E nós estamos aqui para continuar essa luta”, atacou.

No programa eleitoral da televisão, a viúva Renata Campos assegura que Câmara tem “total capacidade” para levar adiante o legado deixado pelo ex-governador de Pernambuco. Como fiadora das escolhas do ex-presidenciável, também pede voto para o candidato a senador, Fernando Bezerra Coelho (PSB). A fala de Renata estreou no vídeo na noite de anteontem e vai ser repetida em inserções de rádio e televisão. A família Campos assume agora um papel de protagonismo com a disposição de fazer valer o que Renata havia dito em seu primeiro evento público depois do enterro do marido: a prioridade é eleger Câmara e Coelho.

Ex-secretário estadual da Habitação, do Turismo e depois da Fazenda, no governo Campos, Câmara era um desconhecido do eleitorado. A primeira rodada do Ibope, de 30 de julho, apontava a sua desvantagem em relação ao candidato adversário e ex-aliado o senador Armando Monteiro Neto (PTB), apoiado pelo PT. Enquanto o socialista tinha 11% das intenções de voto, o petebista somava 43%. Na terceira rodada da pesquisa feita no último dia 16, no entanto, Câmara estava à frente - 38% contra 32% do petebista.

Prima do ex-presidenciável, a vereadora Marília Arraes apoia o candidato adversário Armando Monteiro Neto e considerou “lamentável” o uso de imagens de familiares do ex-governador na campanha. “Não acrescenta nada à história de Pernambuco, um Estado politizado e revolucionário”, disse. Sobre o engajamento de João Campos, ela observou que ele tem um longo caminho pela frente para se tornar um líder político. “Não é herança familiar”, disse. “Não estamos numa monarquia.”


Fonte: Diario de Pernambuco

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Makital



Em guia, Renata Campos pede voto para Paulo Câmara e diz que Eduardo permanecerá vivo


O guia eleitoral do candidato ao governo de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) trouxe nesta segunda-feira (22) uma presença forte politicamente no Estado, apesar de atua nos bastidores. A ex-primeira-dama de Pernambuco Renata Campos gravou uma mensagem em que exalta as qualidades administrativas do postulante socialista. Na gravação, ela destacou a capacidade dele em reunir o grupo e o chamou de líder.

Segundo Renata, Eduardo sabia escolher bem os quadros no governo. “Ele [Eduardo] viu em Paulo para esse novo momento em Pernambuco que era o mais preparado. O que tinha a capacidade de juntar mais, que conhecia bem a máquina”, disse.

Esta é a primeira exibição de Renata no guia eleitoral. A mensagem foi gravada apenas por Renata e não seguiu o modelo de conversas face a face com Câmara que o PSB tem levado ao guia desde o início da eleição.

Militante do partido, o desejo de gravar a mensagem partiu da própria Renata. Em determinado trecho do vídeo, a ex-primeira dama se emocionou ao relembrar da trajetória ao lado do marido.
Renata era casada com Eduardo Campos desde 1991 e o casal possui cinco filhos: Maria Eduarda, João, Pedro, José e Miguel, o caçula, nascido em janeiro deste ano.

Namorados desde a adolescência, a ex-primeira-dama era uma importante conselheira do ex-governador durante toda a vida e chegou a ser consultada pelo PSB para disputar a vice-presidência após a morte do marido.

Um dia após o enterro de Eduardo, Renata Campos reuniu o PSB pernambucano no próprio aniversário, há um mês, para pedir empenho dos correligionários na campanha do afilhado político.

No último sábado (13), Renata divulgou uma carta em homenagem ao marido. “Está sendo belo, Dudu, ver que você se tornou aquilo que acreditava. Você se transformou em seus ideais. Sua vontade de melhorar a vida das pessoas, sua luta e sua resistência se transformaram em coragem pra mudar. O homem se tornou ideia”, dizia o texto.
 
 
 

segunda-feira, 22 de setembro de 2014


Deputado Vinícius Labanca faz caminhada na feira livre de Pão de Açúcar




O ex-prefeito de Taquaritinga do Norte e vereador Jânio Arruda (PSD), esteve ao lado do deputado estadual Vinícius Labanca (PSB), em Pão de Açúcar onde participou na manhã deste domingo (21/09) de uma caminhada na feira livre do distrito.



Ao lado do vereador Demar (PSDB), do ex-vice prefeito de Taquaritinga do Norte Borges (PSD), do ex-vereador e prefeito Jarbas Pinto (DEM), e lideranças locais, Vine Labanca percorreu a feira livre onde cumprimentou os feirantes e a população.



O deputado agradeceu o apoio e carinho que recebeu da população do distrito de Pão de Açúcar, e disse que se eleito, lutará pelo desenvolvimento do polo de confecções e da emancipação do distrito. Mesmo sem nunca ter sido votado no distrito, o deputado lutou e conseguiu uma viatura de polícia para população de Pão de açúcar.




















Fotos: Beto Silva e Victor Labanca

Lero ainda não conseguiu realizar um grande evento em Pão de Açúcar onde ele tem as suas principais bases

A baixa participação de público nos dois comícios realizados pelo vice prefeito Lero em Pão de Açúcar, mostra o quanto sua pré-candidatura a prefeito em 2016 não tem a força política que todos pensavam.
Pão de Açúcar deveria dar todo o respaldo ao vice prefeito que tem seus principais aliados no distrito, que são os coronéis da sulanca, mas a população em geral não tem dado respaldo nem entendido a participação do vice nessa eleição.
Na primeira tentativa de realizar um grande evento, no domingo 14, os poucos que compareceram viram dois deputados estaduais subir no palanque de Lero, e a falta de público em Pão de Açúcar deixou claro que sem a prefeitura Lero fica fragilizado politicamente. 
Na segunda tentativa de realizar um grande evento, o vice tentou organizar um comício nesse último sábado 20, montaram o palanque, carros de som anunciando o evento, mas na hora, sem nenhuma alma para assistir aos discursos, a grande organização da campanha foi forçada a cancelar o comício, optando por fazerem os discursos em um reboque na praça, onde nos sábados a noite sempre tem plateia.

Se ocorrer nas urnas, o que se desenha, Armando Monteiro não for eleito, e o deputado federal de Lero não ser majoritário nas urnas do município, certamente Lero não terá musculatura política para encabeçar uma majoritária sem apoio dos dois grandes grupos de Taquaritinga, e corre o risco de ser mais um fiasco como o ex vereador Demir foi em 2012.
Lero e sua trupe, tem que entender que dinheiro não é tudo, e que o povo é sábio, e projetos políticos pessoais não crescem em Taquaritinga do Norte. O vice também tem que explicar a população o motivo de esta apoiando os dos principais inimigos das emancipações, a presidenta Dilma e o senador armando Monteiro.
Palanque do comício realizado por Lero no último sábado

Comício de Lero realizado no domingo 14 de setembro

Aniversariante da segunda feira

Douglas
Gilson Cadú


Mala do profeta recebe mais uma autoridade

 
Depois do prefeito Evilásio, do coordenador da campanha de Paulo Câmara Dr. Edmalro Torres, do vice prefeito de santa Cruz e candidato a deputado estadual Dimas Dantas, do ex-vereador jurandi, Milton Cícero e do 'Tíra" Jucelino Tavares, agora foi a vez do ex prefeito e vereador Jânio Arruda comparecer a famosa mala do profeta.

A mala é um espaço democrático, onde a política é debatida com "P" maiúsculo. Outras pautas também são expostas na mala como os gols do artilheiro Junior, guerra de Israel, crise econômica mundial, segurança e saúde pública, a ruindade de Tony em um volante de carro e também religião.

Como os outros políticos que ali estiveram o vereador sentou na cadeira reservada para os políticos responderem as perguntas feitas pelos participantes da mala. O vereador se mostrou tranquilo com relação a eleição de 2014 e falou que 2016 será um nova etapa.

Com relação a eleição que vai definir o presidente da câmara de Taquaritinga do Norte, Jânio Arruda falou que pode sentar com outros vereadores das outras duas bancadas para debater o assunto, mas que só vai fazer isso depois do pleito desse ano.