As melhores marcas anunciam aqui

As melhores marcas anunciam aqui

segunda-feira, 27 de abril de 2020

Edson deseja realizar São João da Moda em julho

O Prefeito Edson Vieira junto com os demais prefeitos do Pólo de Confecções, vem atravessando uma crise sanitária nuca antes vista na história do município devido a pandemia da COVID-19.

Com o isolamento social as prefeituras tem cancelado eventos festivos para evitar fazer aglomerações.

Mesmo com o enorme impacto econômico que a pandemia está causando nos estados e prefeituras, o gestão Vieira está estudando uma maneira de iniciar o São João da Moda 2020 no dia 29 de junho, dia de São Pedro, e se estender pelo mês de julho. 

Segundo informações palacianas, o prefeito só vai realizar o evento, um dos maiores de Pernambuco, se a pandemia já estiver sobre controle e o pior já tiver passado. Setores do governo que defende a realização do evento em julho, torce para que nos próximos 60 dias alguma vacina já esteja sendo usada no tratamento da COVID-19.

*Estamos a disposição da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe para maiores esclarecimentos. 

ELBA RAMALHO DEFENDE ASSISÃO E HUMORISTA PEDE DESCULPA

Depois da forte repercussão negativa do vídeo ofensivo ao cantor Assisão, o humorista Murilo Couto, do SBT, fez um pedido de desculpa ao artista, natural de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco.

“Peço desculpa porque fui muito ignorante”, reconheceu Murilo.  No sábado ao comentar uma live do forrozeiro, ele disse que não dava para saber se o cantor estava bêbado, comparando sua aparência ao de um cachorro.

A reação foi imediata, nas redes sociais, com posicionamento de jornalistas, blogueiros e colegas artistas de Assisão, um “ícone do Nordeste”, como bem definiu Júnior Almeida, em matéria publicada no domingo, no blog, com grande repercussão.

Júnior disse que o pseudo comediante devia respeitar a carreira artística e a idade de Assisão, que tem 79 anos.

Magno Martins e blogueiros de todo o estado escreveram matérias reagindo à ignorância de Murilo Couto.

Também cantores e compositores conhecidos se solidarizam com o forrozeiro de Serra Talhada, a exemplo de Jorge de Altino, Flávio Leandro, Flávio José e Elba Ramalho.

A cantora, grande nome da música regional e nacional, gravou um vídeo em que educadamente deu uma grande lição no humorista, que segundo ela não vai muito longe.

Assista o vídeo de Elba:

DOAÇÕES FEITAS POR DIOGO MORAES EM LIVE DE BELL MARQUES SERÃO DESTINADAS AO POLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE

Além das duas toneladas de alimentos e 100 mil máscaras, o parlamentar também destinou R$ 1,8 milhão das suas emendas impositivas para o combate ao coronavírus

O deputado estadual e vice-líder do Governo na Alepe, Diogo Moraes (PSB), fez uma doação de duas toneladas de alimentos e 100 mil máscaras, na noite do último sábado (25), para o Polo de Confecções do Agreste. A ação aconteceu durante a live do cantor baiano Bell Marques, que junto a outros artistas, está realizando shows online para arrecadar doações para as pessoas mais carentes durante esse período de combate ao coronavírus. O parlamentar aproveitou este momento para fazer o anúncio, já que neste domingo (26), haveria um show do cantor em Santa Cruz do Capibaribe, que precisou ser cancelado devido à pandemia.

O deputado informou que as duas toneladas de alimentos e as 100 mil máscaras serão destinadas ao Agreste do Estado. “Entrei em contato com a equipe do cantor Bell Marques para realizar as doações e combinei com eles que seriam destinadas à nossa região. Sei que estamos passando por um momento muito complicado no mundo inteiro, então aproveitei este momento de diversão para fazer o anúncio. Como todos já sabem, neste domingo aconteceria um show de Bell em Santa Cruz do Capibaribe e quando soube que a live seria um dia antes do show que estava programado, resolvi fazer o anúncio das doações”, pontuou. 

Além dessa ação, Diogo Moraes destinou R$ 1,8 milhão das suas emendas impositivas para o combate ao coronavírus. O deputado também ressaltou que em breve passará mais informações de como serão realizadas as entregas das doações. “O mundo está passando por uma situação muito complicada e o momento é de unidade. Estamos nos unindo para ajudar as pessoas que mais precisam no que for possível. Várias medidas estão sendo tomadas para combater esse novo vírus. Junto ao Governo do Estado, estamos trabalhando diariamente para que o povo pernambucano sofra o mínimo possível com as consequências do coronavírus”, destacou o deputado.

PROJETO DE LEI PREVÊ ISENÇÃO DA TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA PARA PESSOAS DE BAIXA RENDA DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

O Prefeito do Município de Taquaritinga do Norte-PE, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas na Lei Orgânica do Município e demais disposições legais pertinentes, submete a apreciação da Câmara Municipal de Vereadores, o seguinte Projeto de Lei:

Art. 1- Fica concedida, no âmbito do Município de Taquaritinga do Norte a isenção da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) a consumidores enquadrados na “subclasse residencial de baixa renda”, relativamente à parcela do consumo de energia elétrica inferior ou igual à 220 (duzentos e vinte) KWh/mês, nos termos da Medida Provisória n• 950, de 08 de abril de 2020.

Parágrafo único - A isenção de que trata esta lei vigorará pelo período de 01 de abril à 30 de junho de 2020, podendo ser prorrogada por meio de decreto do Poder Executivo Municipal, acaso prorrogado o período de isenção de tarifa sobre a parcela de consumo de energia elétrica, de que trata o art. 2 da Medida Provisória N• 950, de 08 de abril de 2020.

Art. 2 - Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação.

Taquaritinga do Norte, 20 de abril de 2020.

EM 40 DIAS, PERNAMBUCO CUMPRE META DE MIL LEITOS PARA A COVID-19

Já são 1.067 vagas em funcionamento nas unidades hospitalares, sendo 418 de UTI

No dia 18 de março, há exatos 40 dias, o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio anunciaram a criação de mil leitos exclusivos para o atendimento aos casos da Covid-19, sendo 400 leitos de UTI e 600 de enfermaria. Essa marca foi atingida e superada nesta segunda-feira (27.04), com 1.067 leitos já em funcionamento, sendo 418 de Terapia Intensiva e 649 de enfermaria, espalhados por todas as regiões do Estado. Em média, 10 novas vagas de UTI estão sendo abertas diariamente.

Pela gestão estadual, foram colocados em funcionamento 348 leitos de UTI, distribuídos entre o Hospital de Referência Covid-19 – Boa Viagem (38); Hospital de Referência Covid-19 – Olinda; Hospital Universitário Oswaldo Cruz (43); Hospital Agamenon Magalhães (40); Hospital Correia Picanço (05); Hospital Otávio de Freitas (20); Hospital Dom Helder Câmara – Cabo de Santo Agostinho (16); Hospital Mestre Vitalino – Caruaru (27); Imip (35); Hospital Regional de Palmares (05); Procape (08); Hospital Tricentenário (10); Hospital das Clínicas/UFPE (06); Hospital Armindo Moura – Moreno (10); Cesac Paulista (14); Cesac Prado (07); Hospital São Marcos (10); Hospital Santa Joana (05); Hospital Português (10); e Neurocardio - Petrolina (05).

Já os 384 leitos de enfermarias disponibilizados pelo Estado estão distribuídos entre o Hospital de Referência Covid-19 – Boa Viagem (55); Hospital de Referência Covid-19 – Olinda (20); Hospital Universitário Oswaldo Cruz (131); Hospital Dom Helder Câmara – Cabo de Santo Agostinho (16); Hospital Mestre Vitalino – Caruaru (25); Imip (23); Hospital Regional de Palmares (15); Hospital Armindo Moura – Moreno (10); Cesac Paulista (05); Cesac Prado (10); Hospital Inácio de Sá – Salgueiro (09); Hospam – Serra Talhada (13); Hospital Dom Moura – Garanhuns (10); Hospital Emília Câmara – Afogados da Ingazeira (04); Hospital Rui de Barros Correia (08); Hospital Dom Malan – Petrolina (10); UPAE Garanhuns (10); e UPAE Petrolina (10).

O secretário estadual de Saúde, André Longo, ressaltou que a abertura de novos leitos demonstra a seriedade, o esforço e a prioridade que o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife estão dando ao enfrentamento do novo coronavírus. "O dinamismo da doença fez com que novas necessidades surgissem, e o nosso compromisso é ampliar ainda mais esses leitos para atender às necessidades da população pernambucana, não apenas da capital, mas também do interior", destacou Longo. Para esta semana, ele estima que mais 80 leitos sejam abertos sob gestão estadual.

Já o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, afirmou que o compromisso de abrir os mil leitos foi atingido hoje, mas ratificou que os esforços em conjunto da Prefeitura do Recife e do Governo do Estado estão voltados para ofertar ainda mais vagas, de acordo com a necessidade dos casos.

MÁSCARAS - Também nesta segunda-feira (27.04) entrou em vigor o decreto estadual que orienta o uso de máscaras, de preferência artesanais, para aqueles que precisam sair de casa, seguindo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Já os órgãos públicos e os estabelecimentos privados que estejam autorizados a funcionar de forma presencial também terão que exigir dos seus funcionários e colaboradores que façam o uso de máscaras. O item de proteção deverá ser fornecido pelas próprias instituições e empresas.

André Longo ressaltou que as máscaras hospitalares (cirúrgicas e N95) devem ser usadas apenas pelos profissionais de saúde. O secretário também lembrou a importância do uso correto e da higienização das máscaras artesanais. O Governo do Estado está preparando um vídeo para as mídias sociais com essas orientações. "O uso da máscara não torna ninguém imune ao vírus. Mesmo com a máscara, só saia de casa se for extremamente essencial e inadiável. Este momento é decisivo para o nosso sistema de saúde. Nós do Governo de Pernambuco, por determinação do governador Paulo Câmara, estamos nos esforçando ao limite para dotar a rede pública da estrutura para combater os efeitos do coronavírus. Mas se as pessoas não se isolam socialmente, nenhum sistema de saúde do mundo vai conseguir suportar a grande demanda de doentes graves", advertiu Longo.

MESSIAS BOLSONARO E SÉRGIO MORO SE MERECEM

Nas falas e revelações do ex-ministro Sérgio Moro e do presidente Bolsonaro, na sexta-feira, alguns deslizes chamaram a atenção.

O ex-juiz, o homem público que mais detonou a democracia brasileira, desde lhe foi dado poder quase que  ilimitado, defendeu o estado de direito, esquecendo "o que fez no verão passado" e o fato de ter participado de um governo de viés fascista.

Moro, o herói, o caçador de corruptos,  revelou em seu depoimento um pequeno delito, uma ilegalidade.

Disse que o único pedido feito ao presidente, para assumir o cargo, era ter uma pensão paga pelo estado, caso algo lhe acontecesse.

Mesmo que fosse justo, isso seria ilegal e logicamente isso não fica bem para quem foi juiz e Ministro da Justiça.

Por fim, já depois da entrevista coletiva de Bolsonaro, Sérgio Moro fez jus à sua biografia: enviou à Globo, para divulgação no Jornal Nacional, uma troca de mensagens entre ele e a deputada Carla Zambelli – uma conversa pessoal – expondo à parlamentar de forma antiética, como aliás fez no verão passado ao grampear a então presidente Dilma e o ex-presidente Lula.

E olha que Moro foi padrinho de casamento da parlamentar. Imagine se fosse inimigo dela. 

Decididamente, caráter não é o forte do ex-juiz e ex-ministro. Felizmente, ele agora não passa disso: um ex. Embora a Globo e outros setores estejam dispostos a continuar incensando-o. 

BOLSONARO – O presidente, eu sua fala, também meteu os pés pelas mãos.  Falou da vida pessoal, que não nos interessa, contou uma história ridícula de ter aberto mão do aquecimento da piscina do Palácio, citou desnecessariamente os filhos, chegando ao cúmulo de revelar que um deles comeu quase todas as mulheres do condomínio em que morava.

Imaginem vocês, caros leitores, se o Lula quando foi presidente do Brasil tivesse cometido um desatino desses. Ainda hoje, com certeza, além de chamá-lo de ladrão estariam acusando-o de desequilibrado moral.

O líder político da extrema direita também estranhamente meteu a vereadora Marielle Franco na conversa, sem lamentar seu assassinato, coisa que nunca o fez.

Ele se queixou que a Polícia Federal, com Moro no ministério, se empenhou mais em descobrir quem matou a parlamentar de esquerda do que em desvendar o caso da facada que lhe deu a eleição.

Nas entrelinhas é como se tivesse dito que a morte de Marielle foi de menor importância, comparada a um atentado ao homem que depois de tornou presidente da República.

Moro, que mesmo desempregado virou pré-candidato a presidente em 2022, em seu depoimento fez um elogio aos governos de Lula e Dilma, segundo ele mais respeitosos com a Polícia Federal do que Bolsonaro. O presidente ignorou essa provocação na coletiva.

Bolsonaro me pareceu mais firme, em seu pronunciamento, mais objetivo. Falou mais para o povão. O ex-ministro discursou mais para a classe média, as elites, foi mais minucioso e indireto, tendo a mídia se encarregado de amplificar suas revelações.

Os dois são como que as duas faces da mesma moeda e agora têm em vista a mesma coisa: a eleição de 2022. Eles se merecem e o povo, se tiver juízo, daqui a dois anos corrige a merda que fez em 2018.

ENTRA EM VIGOR DECRETO DO GOVERNO SOBRE USO DE MÁSCARA

Começa a vigorar, nesta segunda-feira, o decreto do governador Paulo Câmara que recomenda à população em geral que use máscaras sempre que houver necessidade de sair de casa por motivo emergencial.

O uso de máscaras passa a ser obrigatório para quem trabalha nos estabelecimentos comerciais que estão autorizados a abrir durante a pandemia.

Recomendação do governo é de que as máscaras utilizadas sejam artesanais, de tecido, mas também há permissão do uso de máscaras industrializadas. Pernambuco segue orientações da Organização Mundial de Saúde.

Segundo o Portal G1,  a determinação para a obrigatoriedade do uso da máscara para funcionários públicos não se estende a profissionais de saúde e da segurança pública. Segundo o decreto, esses profissionais "devem seguir observando normas específicas".

As máscaras são importantes para evitar que seu usuário contraia o vírus e para reduzir o alastramento da doença. Sair de casa, só em casos de extrema necessidade. E nesses momentos, é importante redobrar os cuidados usando máscaras”, disse o governador em pronunciamento.

Para os servidores estaduais de outros setores, foram compradas 200 mil máscaras confeccionadas pelo Polo de Confecções do Agreste. A distribuição deve ocorrer a partir da sexta-feira (24) para os trabalhadores do serviço público, segundo o Poder Executivo.

No decreto, o estado autoriza o funcionamento de estabelecimentos de aviamentos e tecidos para o fornecimento de insumos necessários para fabricar máscaras artesanais e outros Equipamentos de Proteção Individual relacionados ao enfrentamento do novo coronavírus. 

*Imagem: Jornal Floripa

POLÍCIA FEDERAL INVESTIGA OS FILHOS DO PRESIDENTE


Bolsonaro, o honesto da campanha eleitoral, ficou sem o ministro Moro por querer fazer da Polícia Federal um “puxadinho” do Palácio do Planalto.

Presidente vive de política há 30 anos e tem três filhos com mandato: um é vereador, outro de deputado federal e o terceiro senador.

Os três estão sendo investigados pelo Ministério Público e Polícia Federal. Dois são suspeitos de ligação com a máquina das Fake News, uma organização criminosa especializada em divulgar  mentiras.

Já o senador é investigado pelas rachadinhas em seu gabinete, quando era deputado estadual e suspeito de negócios sujos envolvendo as milícias do Rio de Janeiro.

Em guerra com o presidente, a TV Globo exibiu no Fantástico, neste domingo, reportagem “detonando” os filhos do presidente.

Matéria incomodou Bolsonaro, que tentou dar uma resposta através de uma live. Mas o presidente se enrolou na hora de gravar e desistiu.

Todo esse rolo que envolveu o ex-ministro da Justiça e a Polícia Federal tem a ver com a intenção do líder político brasileiro que deseja proteger os filhos. 

*Foto: Revista Época

quinta-feira, 16 de abril de 2020

GRUPO VOTORANTIM SELECIONA TAQUARITINGA DO NORTE PARA RECEBER AÇÕES DE COMBATE AO COVID-19

A Prefeitura de Taquaritinga do Norte foi selecionada pelo Grupo Votorantim como um dos municípios modelo, e será beneficiada com ações de combate e gerenciamento ao Coronavírus. O resultado foi divulgado no site da empresa na noite desta terça-feira 14 de abril.
No Brasil foram selecionados 20 municípios, dentre eles, Taquaritinga que se enquadrou nos critérios, a saber:
⤵️
1- Engajamento dos agentes públicos;
2- Governança da crise no município;
3- Capacidade de seguir as regras de isolamento social;
4- Integração e diálogo com União, Estados, outros municípios, assim como, critérios de vulnerabilidade à pandemia.
Selecionada, a cidade de Taquaritinga receberá assessoria técnica e especializada e equipes de saúde para o gerenciamento do combate à pandemia. Serão até 4 meses de apoio remoto e virtual com foco em temas como governança de crise, comunicação e distanciamento, assistência, vigilância e impactos fiscais.

MINISTRO DÁ DOR DE CABEÇA NO PRESIDENTE

O cargo do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, está por um fio há dias. A situação piorou depois da entrevista no Fantástico, na TV Globo.
Uma reportagem da Folha de São Paulo informa hoje que até os militares, que vinham segurando o ministro, retiraram seu apoio. Consideram que ele afrontou o presidente.
Verdade é que Bolsonaro não teve coragem até agora de demitir seu auxiliar. Sabe que se fizer isso corre o risco de acabar de vez com um governo que já está pra lá de combalido.
Se antes incomodava o presidente a sombra de Moro, mais popular do que ele, agora, que o ministro da Justiça sumiu em meio à crise do coronavírus a grande dor de cabeça do Bozo está mesmo na Saúde.
Antes um deputado sem tantra projeção, graças ao embate com o chefe, agora Mandetta pensa em se candidatar a governador no Mato Grosso. Quem sabe, se "o cavalo passar selado", mais adiante, concorre até a presidência.
Quando deputado, o hoje ministro se posicionou contra o SUS, defendeu a medicina privada, votou pelo impeachment de Dilma e a favor da reforma trabalhista.

GOVERNADOR MANTÉM PRAIAS E PARQUES FECHADOS

O governador Paulo Câmara assinou decreto, neste início de semana, prorrogando por mais uma semana o fechamento dos parques públicos, praias e seus calçadões.

A intenção da nova medida é intensificar o isolamento social, buscando reduzir ao máximo o impacto da pandemia do novo coronavírus em Pernambuco.

A proibição do acesso a essas áreas foi inicialmente adotada por dois dias, a partir de 4 de abril, tendo sido prorrogada para o dia 13. Com o avanço da pandemia, o Governo decidiu estender ainda mais o prazo de fechamento, agora para o dia 20 deste mês.

Está certíssimo o governador. Possivelmente vai ter que prorrogar novamente. A ameaça do vírus ainda vai ameaçar as nossas vidas por alguns meses.

*Foto reproduzida da Folha de Pernambuco.

GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO CONTRAI O CORONAVÍRUS

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou em um vídeo postado em redes sociais nesta terça-feira (14) que está com o novo coronavírus.

"Quero comunicar a todos que, desde sexta-feira, não venho me sentindo bem e pedi para que fosse feito o teste de Covid e, hoje [terça], veio o resultado positivo. Tive febre, dor de garganta, perda de olfato e, graças a Deus, estou me sentindo bem."

Witzel disse que continuará trabalhando do Palácio Laranjeiras, a residência oficial do governador, seguindo "restrições" e "recomendações médicas".

O governador voltou a reforçar a importância do isolamento social.

"Peço mais uma vez para que fiquem em casa porque a doença, como todos podem estar percebendo, não escolhe ninguém, e o contágio é rápido. Muito obrigado", completou.

Secretário - Também nesta terça o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Roberto Robadey, anunciou que está com a Covid-19. Ele também gravou um vídeo e disse estar "tudo bem", no sétimo dia da infecção.

"A segunda semana, segundo relatos de alguns amigos, é a mais complicada, mas eu tenho confiança que vamos atravessar isso com sucesso e, como disse o governdor, vamos continuar daqui comandando pelo joystick. Força a todos e vocês, bombeiros, estão proibidos de adoecer, já basta eu. Um abraço a todos."

Outras autoridades - Além de Witzel, outras autoridades do estado e de municípios do Grande Rio já anunciaram que estão com a Covid-19. Entre elas, estão vários secretários do prefeito Marcelo Crivella, que também foi testado e o resultado deu negativo.

Fonte: Portal das Organizações Globo

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Contra efeitos do coronavírus, CBF socorre futebol com R$ 36 milhões

Por conta da pandemia do coronavírus, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai liberar R$ 36 milhões em recursos para clubes, árbitros e federações estaduais. As equipes que disputam as Séries C e D do Campeonato Brasileiro já receberam a ajuda de aproximadamente R$ 15 milhões, além dos times femininos das duas divisões nacionais.

Com arrecadação recorde de R$ 957 milhões no ano passado, a CBF vai ajudar 160 equipes masculinas e femininas, que sofrem crise por conta da paralisação das competições. Somente a Série A não teve até agora nenhuma medida anunciada. No restante, os times da Série B receberam cada um R$ 600 mil pelo adiantamento das cotas de televisão e as demais divisões nacionais terão acesso aos valores pelos próximos dias.

"O nosso objetivo é contribuir para a redução dos efeitos da crise sobre clubes, atletas e federações. Seja com os apoios emergenciais que estamos realizando, seja com a manutenção dos investimentos para que o futebol retome sua normalidade, no menor prazo possível", disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo, em entrevista à Agência Estado. O mandatário continuou sobre o desafio imposto pela pandemia "A maior contribuição da CBF será manter a estabilidade das competições previstas no calendário, garantindo aos clubes o cumprimento de seus contratos de patrocínio e direitos de transmissão, além das receitas da bilheteria. Temos confiança em superar esse desafio", completou.
Ajuda para as federações

O pacote de medidas inclui também mais R$ 120 mil para cada uma das 27 federações estaduais. Os árbitros também serão beneficiados. Sem poderem receber pelos jogos em que apitam, os 486 membros do quadro nacional vão receber ao todo R$ 900 mil. Outra parcela do auxílio é a isenção aos clubes do pagamento de taxas de registro em transferência. Essa medida vale por tempo indeterminado e pela estimativa da CBF vai gerar das equipes uma economia de R$ 4 milhões nos três primeiros meses.

O calendário sem previsão de retorno e as receitas em queda para os clubes fazem a CBF não descartar outras medidas. A entidade tem discutido com o governo federal propostas para os clubes não demitirem funcionários, negocia com o mercado financeiro a criação de linhas de crédito específicas para os times e promete manter o investimento de R$ 80 milhões neste ano para os campeonatos das Séries C e D.

Até mesmo as 27 federações estaduais pelo Brasil têm sofrido. Grande parte dos recursos delas depende das taxas de realizações de jogos. Em média, 5% da renda bruta com a bilheteria de partidas de qualquer competição é encaminhada para as federações "Paramos de receber recursos e tivemos de dar férias coletivas para os funcionários. O nosso caixa fica complicado porque não há qualquer tipo de movimentação nos clubes. Qualquer dinheiro nos ajuda", disse o presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio Cury.

Pela primeira vez na história, Arquidiocese de Olinda e Recife suspende cerimônia do lava-pés por causa do coronavírus

Em virtude da epidemia do coronavírus, a Arquidiocese de Olinda e Recife suspendeu o rito de lava-pés na celebração da Quinta-feira Santa, dia que antecede a celebração da morte e ressurreição de Jesus na fé cristã. A Missa da Ceia do Senhor, da qual o rito faz parte, será mantida na Catedral, com Dom Fernando Saburido, mas terá o ritual omitido e acontecerá a portas fechadas, às 17h. A orientação seguida foi feita pela Comissão Arquidiocesana de Pastoral para Liturgia.

Dom Fernando Saburido explica que a Quinta-feira Santa é o primeiro dia da Semana Santa, sendo a abertura do trido pascal que consiste em três celebrações: Ceia do Senhor, a Paixão e Morte e a Celebração da Páscoa. Esta é a primeira vez que o ritual de lava-pés não acontece. A cerimônia é designada como um rito onde os pés são lavados, como um ato de humildade. “O ritual lembra o que Jesus fez na última ceia, mostrando que a missão dele era servir. Ele lavou os pés dos apóstolos e mostrou que se ele fazia, todos os discípulos também deveriam fazer”, explica o arcebispo. Nesse ritual católico, os padres lavam os pés dos fiéis com água, representando o ato de Jesus.

Diferente do costumeiro, na quinta-feira, também não haverá a Missa do Crisma na Catedral, na qual o bispo consagra e abençoa os óleos que serão usados nos sacramentos de Crisma, Ordem, Batismo e Unção dos Enfermos. Conhecida também como a Celebração da Unidade, a missa é uma manifestação da comunhão dos padres com o bispo, no único e mesmo sacerdócio e ministério de Cristo. Pela impossibilidade da presença dos padres da Arquidiocese - são quase 300 - na Catedral neste período de isolamento e distanciamento social, a Missa dos Santos Óleos foi adiada para a Solenidade de Corpus Christi, em 11 de junho.

Já na Sexta-feira da Paixão, representando a morte de Cristo no Calvário, acontecerá liturgia da Paixão e Morte de Jesus, com cânticos e reflexões presidida por Dom Fernando, às 15h, na Catedral, também a portas fechadas para o público. Há um ato simbólico muito expressivo e próprio deste dia: a veneração da santa cruz, momento em que esta é apresentada solenemente à comunidade. A cruz, erguida sobre o mundo, segue de pé como sinal de salvação e esperança. Ao final da liturgia, a imagem do Senhor Morto sairá, solitária, em carro aberto, sem procissão de fiéis em obediência às orientações dos órgãos de saúde.

No Sábado de Aleluia, o arcebispo irá também presidir, a Vigília Pascal, às 20h. A celebração, que começa a luz de velas, costumava contar com uma grande participação de pessoas, sendo sete leituras do antigo testamento, dessa vez, o Dom Fernando esclarece que será mais simplificada, com apenas três leituras. Todos os elementos especiais da vigília ressaltam o conteúdo fundamental da noite: sua passagem da morte para a vida. "É uma vigília em honra a Cristo".

Por fim, no Domingo de Páscoa, Dom Fernando preside a missa de Páscoa, às 9h, igualmente reservado apenas para a equipe de Liturgia e de Comunicação. É um dia considerado muito importante para religião cristã. Depois de morrer crucificado, o corpo de Jesus foi sepultado, permanecendo até a ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. Do hebreu “Peseach”, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade.

Em todas as celebrações, para evitar que haja aglomeração de pessoas na Catedral, as cerimônias serão transmitidas ao vivo, através das redes sociais da Arquidiocese. Da mesma forma, as paróquias irão transmitir as missas dominicais e outras celebrações pelas redes sociais.

Coronavírus: sobe para 80% a taxa de ocupação dos leitos de UTI para covid-19 em Pernambuco

A cada pronunciamento sobre a expansão da covid-19 em Pernambuco, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, é enfático ao informar que estamos em via da aceleração descontrolada na transmissão do novo coronavírus. O depoimento sinaliza para uma transição de fase mais temida da pandemia: aquela em que saímos da transmissão comunitária para a etapa de espiral de casos, onde desponta o calo da rede, com uma grande sobrecarga do sistema de saúde na fase da expansão de casos sem freio, prevista para breve no Estado. Se no momento atual, em que ainda não se ligou a sirene máxima de alerta, Pernambuco uma taxa de ocupação em 80% dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) direcionadas para covid-19, o panorama para os próximos dias requer um aumento rápido da capacidade de assistência intensiva.

Nesta terça-feira (7), por exemplo, o Estado alcançou um recorde de alta diária dos novos registros de doentes: foram 129 casos com diagnóstico confirmado ao longo de 24 horas, alcançado um total de 352 confirmações do novo coronavíru. Caso sigamos o mesmo caminho dos Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Amazonas e Ceará) que já estão na iminência de entrar na fase de espiral de casos, certamente os números diários baterão o recorde do dia anterior.

“Todo o aumento de leitos, neste momento, é bem-vindo. Agora a escalada na qual entramos nos traz para a necessidade de ir além das estruturas existentes. O que temos observado, dado o avanço da epidemia, é a necessidade de aumento rápido da capacidade instalada a partir de agora, pois haverá quantidade de novos casos por dia que ultrapassará, logo mais, a capacidade da rede instalada”, destaca o médico sanitarista Tiago Feitosa, doutor em Saúde Pública e que carrega na bagagem a experiência de trabalho na gestão de hospitais gerais de grande porte.

Popularmente chamadas de leitos de covid-19, essas vagas são destinadas a pacientes com síndrome respiratória aguda grave (srag), cujos casos também são considerados como suspeitos da infecção pelo novo coronavírus, além de outras doenças respiratórias. "Atualmente temos 328 leitos para esses quadros. São 118 de unidade de terapia intensiva (UTI) e 210 vagas de enfermaria. Hoje a taxa de ocupação de UTI está em 80%; a de enfermaria, 43%. São leitos em que há casos de srag suspeitos e confirmados de covid-19, como também casos de srag causados por influenza e outras doenças. Todos são tratados como srag até se completar o diagnóstico”, disse André Longo. Ou seja, com o cenário de expansão do novo coronavírus, todos os pacientes que apresentam srag devem ser acompanhados a partir de um mesmo protocolo de assistência, independentemente de a suspeita inicial ser covid-19, influenza ou outro quadro respiratório.

"Os doentes com covid-19 costumam ficar muito tempo dependentes de ventilação mecânica, até que se recuperem. O período médio de ocupação de respiradores (nos casos dos pacientes com o novo coronavírus) é maior do que em outras infecções respiratórias. Em média, os mais graves têm demorado 18 dias. Os casos mais leves, que precisam apenas de oxigenoterapia passam cerca de sete dias internados", destacou o secretário. Para ele, isso mostra como a covid-19 é uma patologia que impõe sobrecarga maior ao sistema de saúde. "Isso reforça a necessidade de retardarmos a aceleração da curva epidêmica (para que os serviços se preparam para receber um maior número de casos).”

Atualmente as 328 vagas de UTI e de enfermaria para covid-19 estão distribuídas em várias unidades hospitalares da capital pernambucana e do interior. A previsão, segundo o secretário, é que a operação para criação dos leitos no antigo Hospital Alfa, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, seja iniciada até o início da próxima semana. Serão 100 vagas de UTI e 130 de enfermaria. O Recife também corre contra o tempo para criar leitos. Ao todo, são 148 vagas de UTI para srag (suspeito de covid-19 ou confirmado), com 61% de taxa de ocupação.

Câmara de Vereadores repassa recursos para prefeitura utilizar na assistência social em meio à pandemia do coronavírus. Cerca de 2 mil e 500 famílias poderão ser beneficiadas

Presidente Augusto Maia realizou a devolução dos recursos para ajudar pessoas que estejam passando por dificuldades devido ao fechamento do comércio

Na manhã desta segunda-feira (6), o presidente da Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, Augusto Maia (PSB), comunicou que realizou um repasse para os cofres da prefeitura no valor de R$ 100 mil para serem destinados às ações de assistência às famílias mais prejudicadas com o fechamento do comércio neste período de isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus. Os recursos devolvidos pela Câmara já estão disponíveis para a prefeitura direcionar as ações de assistência social no município, que pode beneficiar cerca de 2,5 mil famílias através da doação de cestas básicas.


Augusto falou sobre o papel que os vereadores da cidade estão desempenhando em favor da população durante a crise do Covid-19. “A Câmara tem tomado uma série de medidas ao longo desse período de pandemia. O trabalho dos vereadores tem sido praticamente exclusivo para evitar que a população sofra tanto. Aprovamos projetos que proíbem a cobrança de impostos municipais e o corte de energia elétrica. Todos os vereadores redirecionaram as emendas impositivas para serem utilizadas nesse enfrentamento. Agora estamos destinando recursos da Câmara para assistência da população”.

MINISTRO DA SAÚDE CITA POLO DE CONFECÇÕES DE PERNAMBUCO DURANTE COLETIVA

O Polo das Confecções de Pernambuco foi parte do pronunciamento do Ministro da Saúde, Luz Henrique Mandetta, em coletiva de imprensa realizada durante a tarde desta terça-feira (07), em Brasília-DF.


O Polo Têxtil que é formado por Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru, foi pauta em virtude da necessidade de confecção de máscaras de proteção contra a pandemia do novo coronavírus.

“Nós vamos fazer a encomenda, iremos colocar um valor e eles veem se interessam. Será ótimo e quanto mais, melhor, até porque, eu conheço esse polo, que é bastante organizado, mas é bom deixar claro que Pernambuco vai disputar com os de Santa Catarina e Paraná”, explicou o Ministro.

O Ministério Público de Pernambuco, já recomendou aos prefeitos de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama, Edson Vieira e Edílson Tavares, da produção parcial de fábricas do setor têxtil.
Do: Blog Agreste Notícia

ATÉ QUANDO ESSE "FIQUE EM CASA"?

Por Givaldo Calado de Freitas*

E quem sabe? E quem responde? Dado certo é que nela estou desde 21.03.

Estou nessa, e, ao invés de me sentir mais leve, peso mais, e minha pele a perder aquele bronze de que tanto gosto.

Ah! Já sei! Falta de exercício. Mas eu vinha fazendo. Falta de sol. Mas eu vinha tomando.

De repente, vozes me chegam: “Givaldo, ‘vinha’ é passado, e quero ouvi-lo falar do presente, com foco e com vista ao futuro.”

Aos meus botões, disse: “essa é boa. Ficam esses caras aí, com seus narcisismos, e nós, simples mortais, a ouvi-los." Ainda hoje ligou um amigo meu dos tempos da "Casa de Tobias", e me disse: "vamos ouvir o presidente. Ele, como o maior de nossos gestores públicos, sabe de tudo. De tudo! Viu?”

De repente, mais outro me liga. Esse, não passou pela “Casa de Tobias”, mas tem “pinta” de bacharel, até de advogado, e me provoca: “Givaldo! Abaixo a ‘horizontal’. Estamos na contramão!”

Uma loucura! Decido. Vou continuar recluso, sumido... e, como tantos na história, a escrever seus clássicos. Eu, pobre coitado, a tecer minhas linhas.

Mas, desde 23.03, a rogar sua paciência, e pedir perdão por tantas linhas, nesses meus dias a dia.

BOLSONARO É UM VÍRUS POLÍTICO

Por Homero Fonseca

Todos sabemos que foi por conta do vácuo político provocado pela Operação Lava Jato com decidido apoio da mídia, juntamente com outros fatores complexos, que um bisonho deputado de extrema direita foi eleito presidente do Brasil. Seis meses antes das eleições de 2018 não havia viv’alma neste país que imaginasse esse cenário. Ele foi chancelado na campanha e no governo pelas elites econômicas e políticas (ao se comprometer com um programa ultra neoliberal, garantido pelo financista Paulo Guedes), incluindo aí a mídia. E pelos militares, cuja ideologia basicamente é a mesma do ex-capitão. O arranjo tornaria palatável a incompetência e os rompantes verbais do Jair e sua turma, enquanto Paulo e seus Chicagoboys governariam o principal, a política econômica. E assim vinha funcionando, com o apoio irrestrito desses setores e mais de sua própria base política: militantes de direita, evangélicos e em geral pessoas que passaram a descrer das instituições democráticas. Apesar da falta de resultados concretos na economia, ele era protegido pela convicção de que privatizações, desmantelamento do Estado e supressão de conquistas trabalhistas e sociais trariam cedo ou tarde a retomada econômica.
Aí apareceu o coronavírus, o vírus comunista vindo da China, com seus terríveis impactos sanitários e econômicos. A visão ideológica do presidente levou-o a alinhar-se entre os que minimizaram o perigo da gripezinha e priorizasse o funcionamento a todo custo do mercado, custasse o que custasse em vidas humanas. Nesse momento, assomou seu fanatismo, sua ignorância e seu absoluto despreparo para o cargo. Ficou claro que a situação estava se retornando insustentável.
As elites se deram conta de que tinham criado um vírus político e a mídia passou a uma posição crescentemente crítica ao governo, com destaque para a Rede Globo. Todos sabiam, quando o apoiaram nas eleições e no governo, quem era o personagem (radical, preconceituoso, ignorante, medíocre, partidário das milícias, defensor de ditadura e censura), mas julgaram que o manteriam sob controle. Esse pessoal teme que se Bolsonaro assumir a condição de ditador se torne uma espécie de Chavez da direita — governando sem intermediação política (onde os interesses dos empresários são negociados, legal ou ilegalmente), dirigindo-se diretamente à sua base ideológica e à parcela mais ignorante e manipulada da população. Claro que, em caso extremo, as elites políticas, judiciais e sobretudo econômicas, se adaptam perfeitamente às ditaduras de direita (como fizeram nos regimes nazista e fascista, nas ditaduras latino-americanas e asiáticas), assim como os EUA, seu paradigma. Mas o melhor é navegar nas águas seguras da democracia com a bússola neoliberal. Passaram a questionar abertamente o presidente, mas ainda não construíram uma alternativa institucional (pedidos de impeachment, declarações bombástica da oposição confusa apelando para renúncia e que tais pouco ou muito pouco contam nessa hora).
Ao sentir que, por conta de sua posição estabanada sobre a pandemia, perdia crescentemente sustentação política, Bolsonaro contra-atacou, radicalizando postura e discurso, na direção de criar impasse que levasse celeremente a uma ruptura institucional. Enfrentava a mídia com sucesso, usando as redes sociais e a própria mídia (as repetidas cenas matinais com pequenos grupos de apoiadores, transmitidas diariamente, funcionam como caixa de ressonância de suas mensagens mirabolantes; a mídia aceitou o jogo gostosamente, inclusive as próprias críticas a ela dirigidas pelo capitão, criando dois polos políticos: a direita fanática de Bolsonaro e a direita civilizada, representada por ela, a mídia, e os políticos e especialistas escolhidos e convocados a criticar o presidente; cria-se uma dicotomia artificial, uma falsa polarização com vistas a 2022 — direita x direita).
É nesse quadro que o vice, general Hamilton Mourão, saiu do ostracismo e se oferece como a alternativa de direita segura e racional. Rodrigo Maia corre por fora, coordenando a atuação do Congresso como um contraponto vigoroso às “loucuras” da gangue do Palácio do Planalto. E pululam alternativas no campo liberal: João Dória, Sérgio Moro e até um futuro fantoche como Luciano Huck. Esse conglomerado tem uma força enorme. Mas sem o apoio do Exército, não ousará destituir Bolsonaro.
Foi diante desse quadro de adversidade crescente, que Bolsonaro partiu para a estratégia de radicalização, contando com seu exército de seguidores nas mídias sociais, reforçados por batalhões de robô.
O busílis da questão é a posição dos militares, na superfície uma incógnita total. Mas, a julgar pela ponta do iceberg, os generais entraram em campo nos últimos dias de março. Fica para a próxima postagem.