As melhores marcas anunciam aqui

As melhores marcas anunciam aqui

sexta-feira, 26 de maio de 2017

O QUE ESTÁ POR TRÁS DAS DENÚNCIAS DA GLOBO CONTRA MICHEL TEMER E SEUS PROVÁVEIS DESDOBRAMENTOS

Nos últimos 65 anos, a Rede Globo ocupou o espaço de um dos principais atores políticos, sempre participando com grande poder de decisão em momentos-chaves. Com o fim do regime militar, por exemplo, teve início a luta pelas “Diretas Já” e a Globo impediu que as imagens de comícios nas ruas fossem exibidas na TV, nos seus jornais e rádios

por: Wallace dos Santos de Moraes
26 de maio de 2017

Crédito da Imagem: Reprodução


Desde 2013, o Brasil vive um quadro de crise política institucional dos mais profundos. A iminente queda de Michel Temer constitui-se como apenas mais um capítulo dessa novela. Para discutirmos as denúncias contra o presidente da República e termos mais dados para análise, sem cairmos em previsões infundadas, é necessário clarear algumas constatações históricas fundamentais da política brasileira:
1) a Rede Globo é ainda hoje o principal meio de formação de opinião dos brasileiros sobre política;

2) historicamente, ela representou os interesses majoritários dos capitalistas do país;
3) desconhecemos evidência de recuo de uma proposta dela com relação à retirada de um presidente da República do seu cargo, seja através de golpe militar explícito, de golpe institucional ou de impeachment.

Se admitimos que essas assertivas são verdadeiras, Michel Temer cairá em breve.
Se isso não acontecer, significará que a Rede Globo não representa mais os interesses majoritários do grande capital, nem dos principais políticos no país e seu império midiático está prestes a ruir.

Nesse sentido, é sempre importante fundamentarmos nossas hipóteses com base na história política brasileira. Nos últimos 65 anos, a Rede Globo ocupou o espaço de um dos principais atores políticos, sempre participando com grande poder de decisão em momentos-chaves. Vejamos.

O jornal O Globo, quando ainda não havia sido constituída a poderosa Rede Globo, foi um dos principais atores na desestabilização do governo de Getúlio Vargas em 1954. Quando Vargas aceitou a proposta de João Goulart, então escolhido para o Ministério do Trabalho, de dobrar o salário mínimo, foi gerada uma convulsão nas elites empresariais do país. O Jornal O Globo, como porta-voz desse setor, publicou várias denúncias contra o presidente da República, acusando-o de mandar assassinar seu principal inimigo político, Carlos Lacerda. Nesse mesmo ano, Getúlio Vargas cometeu o suicídio, alegando em carta-testamento que forças ocultas o impediam de governar. Depois da morte de Vargas, o jornal O Globo foi atacado por milhares de manifestantes no Rio de Janeiro.

Dez anos mais tarde, entre 1961 e 64, o herdeiro de Vargas, João Goulart, assumiu a presidência da República. Mais uma vez, o Jornal O Globo se opôs veementemente ao seu governo e ajudou a preparar o golpe militar-civil que o retiraria do poder em 31 de março de 1964, por meio de uma quartelada.
Durante os vinte anos da ditadura militar-civil foi construída a Rede Globo, um grande império midiático, chegando a vários pontos do país e incluindo o seu meio de comunicação mais importante: a televisão. Ela serviu de apoio político-ideológico do governo dos generais e se mostrou como a maior formadora de opinião no Brasil, difusora de informações, verdadeiras ou não, mas sua principal prática foi esconder, e muito bem, as torturas, os assassinatos, as perseguições, a corrupção, as falcatruas realizadas nesse período sombrio da história brasileira. A Rede Globo exacerbou a autocensura jornalística, isto é, antes da censura dos militares, o jornal só informava aquilo que agradaria ao regime.

Com o fim do regime militar, teve início a luta pelas “Diretas Já” e a Globo impediu que as imagens dos governados nas ruas fossem exibidas na TV e nos seus jornais e rádios. A censura era seletiva: atentava exatamente contra os movimentos populares. Nada de reivindicações poderia aparecer no seu império. Quando era inevitável, tinha que aparecer como algo negativo. Essa foi e é a lógica.

Depois do apoio incondicional à ditadura militar-civil e a tentativa de esconder a campanha pelas “Diretas Já”, em 1984, a Rede Globo voltou sua atuação intensa contra a criação de direitos sociais na Constituição de 1988, atendendo às demandas das associações empresariais (FIESP, FIRJAN, CNI). Assim, os trabalhadores, hoje, possuem menos direitos do que poderiam usufruir, em função da ajuda da empresa de Roberto Marinho.
No ano seguinte, em 1989, na primeira campanha eleitoral pós-ditadura militar-civil, a Globo apoiou totalmente o candidato Fernando Collor de Mello, fazendo-o vencedor, mas sobretudo impedindo a vitória de seu principal inimigo político, herdeiro de Vargas e de Goulart, Leonel Brizola, e também do operário, Lula da Silva. Para tanto, o jornalismo global trabalhou intensamente para desmerecer as candidaturas de seus inimigos e para vender Collor de Melo como um salvador da pátria. Por consequência, a Rede Globo apoiava o neoliberalismo no país.

Como a vitória de Collor havia sido por uma margem de votos muito pequena e ainda vinha exercendo um governo bastante impopular com confisco da poupança da população, diminuição dos lucros dos empresários etc., a Globo defendeu abertamente o seu processo de impeachment. O objetivo era apaziguar o país, as lutas sociais e resgatar sua supremacia nas comunicações depois de ajudar a eleger um candidato extremamente antipopular. A manipulação da informação por parte da Globo era percebida por grande parte da população e o apoio ao impeachment também significava retomada da credibilidade. Em 1992, os militantes petistas pediam as pessoas para assistirem a Globo!

Em 1994, a Globo apoiou incondicionalmente a candidatura de Fernando Henrique Cardoso para a presidência e protegeu seu governo de uma tal maneira que não era possível sair nenhuma crítica. Inclusive, em episódio incidentalmente gravado por ela mesma, em uma entrevista com o então ministro da economia Rubens Ricúpero, transmitida apenas para quem possuía antena parabólica, que havia admitido que não tinha escrúpulos pois se prestava a fazer campanha aberta para FHC como ministro e dizendo ainda: “o que é bom, a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”. Isso em plena campanha eleitoral. A Rede Globo não mostrou nenhuma linha, em nenhum dos seus meios de comunicação, jornais, rádios, e TV, sobre o assunto.
A Globo blindou o governo de FHC tal como blindou a ditadura militar-civil. Sob o governo do PSDB, o Brasil viveu uma das piores crises econômicas de sua história, com um dos maiores índices de desemprego e de queda do PIB, mas nada disso era discutido, sequer apresentado nos meios de comunicação do império midiático.

Apesar de tudo, os governados não são idiotas e perceberam que a crise econômica era muito intensa, fruto das medidas neoliberais adotadas pelos tucanos. Em função disso, ocorre o crescimento de votos nulos desde os anos 1990, com sua exacerbação depois dos protestos de 2013. Assim, em 1998, FHC foi eleito com menos votos que a soma de votos em branco, nulos e abstenções. Uma verdadeira vergonha.

Em 2002, Lula da Silva recebeu o apoio da Rede Globo e venceu as eleições. O PT não era mais uma ameaça nem para os capitalistas nem para sua porta-voz principal. Ao contrário, alguns setores acreditavam que uma política de neodesenvolvimentismo, com fácil financiamento do BNDES e com intervenção do Estado, injetando dinheiro em determinados setores, poderia alavancar a economia. E assim aconteceu com a Odebrecht, com JBS, com os bancos e outros setores. Isto não é uma contradição no capitalismo. Vários estudos mostram como as grandes empresas dos países imperialistas cresceram com a ajuda deslavada do Estado. A própria Globo foi favorecida com dinheiro público durante a ditadura militar para instituir seu império. Durante o governo Vargas, a criação das estatais tinha por objetivo favorecer o desenvolvimento do chamado capital nacional através de vendas de produtos a preço de custo para as empresas. Sob o governo de FHC, o BNDES cumpriu função equivalente no processo de privatização das estatais, pois emprestava dinheiro para determinados grupos comprarem as empresas antes públicas e depois passaram a cobrar pelos serviços prestados. Outros processos semelhantes a esses foram as concessões para explorações de rodovias. O Estado investia, deixava a estrada pronta com o dinheiro público e depois concedia a uma empresa a exploração dos pedágios. Um verdadeiro escárnio com o dinheiro público e a inteligência da população.

Portanto, atribuir esses problemas apenas aos governos petistas é tentar impor uma visão seletiva que não colabora para entendermos amplamente o processo. A crítica, portanto, correta e real deve ser feita a todo o sistema que pelo menos desde a ditadura militar-civil favorece aos grandes capitalistas com dinheiro dos governados, depois de muito suor, de muito trabalho explorado e extraído para alavancar determinadas empresas em conluio com políticos no poder.

Por fim, a Globo atuou com toda sua força para retirar a presidente Dilma Rousseff da presidência em 2015/16, que por incrível que possa parecer vinha realizando as reformas exigidas pelos grandes capitalistas, todavia em ritmo mais lento do que aquele implementado pelo governo atual.
Embora Michel Temer viesse encaminhando uma reforma absolutamente reacionária e conservadora, a Rede Globo fez campanha, assumindo inclusive, em editorial do dia 19 de maio do jornal O Globo, que só restava ao presidente da República a renúncia.
É importante entender que Michel Temer vinha sendo apoiado amplamente pelo PMDB, PSDB, DEM e outros partidos menores. A base aliada estava bastante sólida, ampla e unida no conservadorismo que há muito tempo não estava tão organizado no Brasil. Tudo indicava que a reforma da previdência e trabalhista passaria com bastante folga no Congresso. Por que, então, defender a retirada de Temer? Por que desestabilizar ainda mais o país que já está em crise econômica?

Se vale a pena aprendermos com as experiências do passado, poderíamos dizer que o governo federal possuiu uma notória e grande rejeição popular. Assim, pode ser que a Globo queira se livrar da pecha de quem colocou o Temer no poder, venha resgatar sua credibilidade como a emissora que também retirou o mesmo do poder. Curioso é que seria a repetição daquilo que aconteceu exatamente com Collor de Mello.
Em tempos de poder crescente das redes sociais (Facebook, WhatsApp e outras) com uma circulação imensa de ideias, o poder dos grandes conglomerados de mídia está claramente em declínio, se eles perdem a credibilidade ficam fadados a total desconstrução de seus impérios.

Outra hipótese diz respeito a desestabilizar o país, descredenciando todos os políticos para que a própria população queira/aceite um outro golpe militar-civil. Com Donald Trump no poder nos EUA, a conjuntura torna-se absolutamente favorável para esse tipo de golpe. Um golpe no Brasil, seria o cenário ideal para que se realizasse um golpe também na Venezuela e virasse de vez a visão política no continente com um alinhamento natural ao governo autoritário e conservador dos EUA. Ademais, um golpe militar-civil no Brasil acabaria com todas as denúncias da operação “lava-jato” e dos procuradores que estão colocando na cadeia alguns políticos. O Congresso seria fechado, mas todos os políticos que lá estão se livrariam dos processos de corrupção de que fazem parte.

Além do mais, os militares já possuem um candidato “forte, nacionalista, impetuoso, autoritário, conservador e que se apresenta como corajoso para destruir todas as enormes mazelas da política e da sociedade brasileiras”. O golpe militar pode servir para colocar um deputado federal, militar da reserva, no poder Executivo. Trata-se de Bolsonaro.
Esse candidato está em plena campanha eleitoral, visitando quase que diariamente todos os quartéis do país. Ele ainda possui uma enorme rede de think tanks que divulgam suas ações pelas redes sociais, sendo amplamente compartilhada por militares, seus familiares e amigos.

No pré-1964, a Globo apoiou o “quanto pior, melhor”, justamente para garantir o caminho dos militares ao poder Executivo. Algo similar aconteceu com o lançamento da candidatura de Fernando Collor em 1989. Como os políticos estão muito desgastados, Collor apareceu como o candidato da antipolítica. Bolsonaro é também apresentado dessa maneira, nem parece que ele é um político profissional há muito tempo.
Por consequência, a Rede Globo mostra as falhas de todos os candidatos, mas blindando exatamente Bolsonaro, tal como fez com FHC, com Collor e a ditadura militar. Enquanto aponta as críticas de todos os candidatos e não fala de um deles, é óbvio que o está favorecendo. Enquanto todos se desgastam, a candidatura mais perigosa de todas vai sendo construída subliminarmente. O SBT apresentou no último domingo, dia 21 de maio de 2017, um programa inteiro sobre a candidatura de Bolsonaro, como um herói brasileiro, para tirar o país do que ele chama de bagunça.

Em resumo, com base na história política brasileira, não podemos descartar a preparação de um golpe militar-civil por parte da Globo e de seus oligopólios de comunicação de massa aliados, nem o lançamento da candidatura de Bolsonaro como salvador da pátria. Esses são os piores cenários para a política brasileira, pois estaríamos sem liberdade de expressão e, portanto, nem esse artigo poderia circular.

Por fim, com todas as denúncias apresentadas, as suspeitas populares de que os políticos estão meramente a serviço dos interesses de alguns empresários/banqueiros escolhidos, se confirmou. Os depoimentos ratificam que o dinheiro público, que deveria servir a sua população que contribui, é amplamente utilizado para favorecimento recíproco de políticos e empresários por meio de corrupção e falcatruas. Aquela sensação de corrupção ampla e ativa nos meios políticos e empresariais está agora mais que confirmada. Percebemos também que com esse sistema, do jeito que está organizado, o voto dos governados de pouco adianta, pois os políticos precisam de aliança com aqueles que possuem dinheiro para suas campanhas eleitorais, sejam eles, empresários, banqueiro, narcotraficantes ou qualquer outro, para comprar jornalistas, juízes, televisões, rádios, apoios nas favelas e periferias.
Esse sistema oligárquico-representativo requer que o candidato faça de tudo para se eleger, inclusive, prostituir suas ideias. Para ele, o importante é ganhar a eleição. Trata-se daquela velha máxima: “os fins justificam os meios”, que não deu certo em lugar nenhum. Assim, ele se vende para chegar e manter-se no poder, mesmo que tivesse uma ideologia crítica a isso tudo.
Portanto, não adianta votar nesse ou naquele político. É necessário mudar todo o sistema de organização política da sociedade, sem a qual, continuaremos a transformar algumas pessoas, até com boas intenções, em verdadeiros canalhas corruptos. É necessário jogar todo o sistema político-eleitoral existente no país abaixo e construir um modelo marcado pelo total controle da população sobre todos os rumos das verbas públicas, de seus direitos, enfim o autogoverno. Único que é verdadeiramente oposto a todo tipo de ditadura. Um autogoverno que viabilize a democratização dos meios de comunicação e que acabe com os oligopólios de comunicação de massa para se garantir a verdadeira liberdade de expressão.

Se queremos acabar sinceramente com o uso de dinheiro público para financiar empresas e o dinheiro das empresas para financiar políticos inescrupulosos, se queremos acabar com o compra e venda de votos no Congresso Nacional, com os cargos do Estado virando moeda política, só existe um jeito: governo (Kratos ou cracia) do povo (demos) ou democracia no seu sentido etimológico. Esse modelo só será concretizado quando qualquer pessoa do povo puder exercer influência sobre os rumos do dinheiro público que é construído pelo seu trabalho. Quando sua voz for ouvida pelos demais, quando suas considerações forem levadas em conta, e isso não acontece com um regime representativo no qual um eleito não possui nenhuma obrigação de atender aos interesses dos governados, mas apenas de responder aos financiadores de sua campanha eleitoral. Enfim, estamos vendo no Brasil a total falência do regime representativo e ainda estão tentando nos impor um regime ainda mais ditatorial, quando a melhor solução é a real democracia, que significa autogoverno popular.

Prof. do Departamento de Ciência Política e do Programa de Pós-Graduação em História Comparada da UFRJ. Coordenador do grupo de pesquisa OTAL (Observatório do Trabalho na América Latina): www.otal.ifcs.ufrj.br . Agradeço aos alunos do OTAL pelas reflexões críticas que colaboraram para elaboração dessas teses.

O melhor lugar de comprar tecidos em Santa Cruz


Diogo Moraes destaca importância da Adutora do Alto

Capibaribe para o Agreste Setentrional


Recife, 25 de maio de 2017 - Com investimentos de R$ 70 milhões, o Governo de Pernambuco anunciou nesta quinta-feira (25) a construção da Adutora do Alto do Capibaribe para abastecer o Polo de Confecções do Agreste. Na ocasião, o governador Paulo Câmara assinou a autorização da execução da obra, ao lado do deputado estadual e primeiro-secretário da Alepe, Diogo Moraes (PSB), do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira e demais gestores municipais. A iniciativa irá beneficiar 230 mil pessoas que moram e trabalham em oito municípios do Agreste Setentrional.

Presente no encontro, o deputado estadual Diogo Moraes, representante do Polo de Confecções do Agreste no Legislativo pernambucano, recebeu com grande entusiasmo a notícia dada pelo governador Paulo Câmara. “A nossa região pode comemorar, pois dentro de pouco tempo, um problema histórico, que é a falta d’água, vai deixar de prejudicar famílias e confecções. Santa Cruz do Capibaribe, Jataúba, Toritama, Vertentes, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Taquaritinga do Norte e Frei Miguelinho serão atendidos pela Adutora do Alto do Capibaribe, que terá 51 quilômetros de extensão, e uma vazão de 350 l/s, captando água do Rio Paraíba para dar qualidade de vida à população do Agreste Setentrional”, destaca o parlamentar.

De acordo com o Governo do Estado, a Adutora do Alto do Capibaribe captará água no Rio Paraíba, entre a cidade de Barra de São Miguel e o Açude Boqueirão. A água virá do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco. “A obra definitiva para resolver a questão hídrica do Agreste Pernambucano é a Adutora do Agreste, que, infelizmente, ficou praticamente parada entre 2015 e 2016, só voltando a ter maiores recursos liberados pelo Governo Federal em meados do ano passado. Mas o nosso Governo não ficou parado. Com planejamento, anunciamos diversas obras, como a Adutora do Moxotó, a Adutora do Sirigi, a Adutora do Pirangi e, agora, a Adutora do Alto Capibaribe”, informa Paulo Câmara.

Segundo o presidente da Compesa, Roberto Tavares, a Adutora deve ficar pronta em seis meses, a partir do início das obras. A previsão inicial é final deste ano ou início de 2018. A Adutora contará com duas estações de bombeamento, com uma vazão de 350 litros por segundo. Além do deputado estadual  Diogo Moraes e do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira,  também estiveram presentes os prefeitos Renato Sales (Vertente do Lério), Adriana Assunção (Frei Miguelinho), Mário Mota (Riacho das Almas), Antônio Cordeiro (Jataúba), além do secretário estadual de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, e o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Lançamento - Nesta sexta-feira (26), às 10 horas, na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, uma audiência pública abordará o tema, contando com a presença do presidente da Compesa, Roberto Tavares, além de técnicos do órgão, que irão apresentar o projeto e o cronograma da obra. 

Projeto do prefeito Lero e dos vereadores de Taquaritinga foi contemplado

Prefeito Lero e o presidente da COMPESA
Os vereadores Oscar Miguel, João Eugênio, Demir e Geovane estiveram na manhã desta sexta feira 25, na câmara de vereadores de Santa Cruz com o presidente da COMPESA Roberto Tavares, o deputado Diogo Moraes e os prefeitos Edson Vieira de Santa Cruz e o prefeito Lero de Taquaritinga do Norte.

O projeto elaborado a pedido dos vereadores acima citado é do prefeito Lero, foi incluído no projeto da Adutora do Alto Capibaribe, onde vai contemplar o município de Taquaritinga, com a interligação a adutora de Mateus Vieira.

O presidente da COMPESA fez questão de citar em sua fala o projeto entregue pelos vereadores e pelo prefeito Lero . " Recebi, das mãos de lideranças políticas de Taquaritinga, através do deputado Diogo Moraes, um projeto onde se pedia a interligação com a Adutora de Mateus Vieira, quero desde de já parabenizar eles pela a iniciativa e dizer que incluímos através desse projeto a interligação das duas Adutoras, alto do Capibaribe e Mateus Vieira onde irá abastecer a cidade de Taquaritinga do Norte" falou o presidente. 

O deputado Diogo Moraes também falou sobre a obra. "E com muita alegria que que chegamos a esse dia. Dia em que todos nos sonhamos com a chegada da água nesse momento de seca, e a boa nova e que a água vai chegar em Taquaritinga, pedi pra que Geovane e os vereadores que estiveram comigo no Recife, e ao prefeito Lero, fizesse um projeto, e fizeram a entrega ao presidente Roberto tavares, e graças a esse projeto elaborado a pedido do prefeito lero, e dos vereadores Oscar, Demir Geovane e João, que Taquaritinga foi inclusa e vai receber o preciosos líquido através da interligação com a adutora do alto Capibaribe com a de Mateus Vieira", falou o deputado Diogo Moraes.

União dos prefeitos ajudou na conquista da obra

Momento em que os vereadores solicitaram ao governador a interligação com Mateus Vieira


Momento em que os vereadores entregarao o projeto ao presidente da COMPESA e ao governador Paulo Câmara 

Programação do São João de Santa Cruz do Capibaribe


OAB PE VAI PEDIR PUNIÇÃO DE VEREADORA GAÚCHA

A Ordem dos Advogados de Pernambuco (OAB-PE) irá oficiar a Câmara de Vereadores de Farroupilha, no Rio Grande do Sul, solicitando uma cópia da ata da sessão da última segunda-feira (22), na qual a vereadora Eleonora Broilo (PMDB) fez comentários preconceituosos contra nordestinos. Com a ata em mãos, a OAB-PE pretende adotar providências a respeito do caso.

Em sessão pública na Câmara, a vereadora gaúcha disparou que nordestinos "sabem se unir para roubar". "Em relação a nordestino saber fazer política, não sei se concordo muito. Acho que eles sabem muito bem se unir, sim, para roubar, para ganhar propina, para aumentar a corrupção", declarou em discussão sobre o atual momento político do Brasil.

O blog divulgou o vídeo em que a vereadora Eleanora Broilo generaliza a sua opinião sobre os nordestinos, que a seu ver só sabem mesmo é roubar.

*Na foto de Eugênio Novaes o presidente da Ordem dos Advogados em Pernambuco, Ronnie Duarte (ao microfone).

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Prefeitura de Taquaritinga vai retomar construção da creche de Pão de Açúcar

A prefeitura de Taquaritinga do Norte vai retomar a construção da creche do distrito de Pão de Açúcar. As ações, estavam paralisadas há um certo tempo por conta de entraves burocráticos, todavia uma nova empresa foi contratada através de uma nova licitação para assumir os serviços e concluir as obras que beneficiarão toda comunidade do distrito.


Através de Processo Licitatório sob a modalidade Tomada de Preços, a empresa Lima e Melo Engenharia foi escolhida e deverá retomar nos próximos dias os serviços de conclusão da creche. As obras estão estimadas em R$ 388.213,91 (Trezentos e oitenta e oito mil duzentos e treze reais e noventa e um centavos). 

O anúncio do reinício da importante obra aconteceu nesta quinta-feira, 25, quando o prefeito recebeu em seu gabinete o senhor Inácio Melo proprietário e responsável técnico da empresa.

A creche vai atender as crianças do nível pré-escolar de todos os bairros de Pão de Açúcar, e o prefeito falou sobre a retomada da obra. “Com esse espaço em nosso distrito, as mães terão um local seguro e confortável para deixar os filhos enquanto elas vão para seus trabalhos”, garantiu o prefeito. “A retomada dessa obra é uma grande conquista para o distrito de Pão de Açúcar, e isso mostra o compromisso de nossa gestão”, completou o prefeito Lero.

Ordem de serviço -  No próximo dia 05 de junho, o Prefeito Ivanildo Mestre (Lero) vai assinar a Ordem de Serviço para retomada das obras de construção da Creche.

ASCOM/PMTN

Prefeitura de Taquaritinga do Norte

video

Prefeito de santa cruz convida população para o lançamento do São João da moda 2017

video

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Vai começar o campeonato de veteranos no poeirão em Taquaritinga


Um dos maiores eventos futebolísticos amadores da região terá início, é o campeonato de veteranos do poeirão em Taquaritinga do Norte.

O “Poeirão” que é realizado anualmente pelo vereador Demir, terá esse ano a primeira edição de veteranos e a parceria da prefeitura, mostrando o comprometimento da administração municipal com o esporte amador do município. Carlinhos, responsável por toda organização falou que esse será o primeiro de muitos que vai vir. "É importante acontecer esses campeonatos de veteranos, pois todo mundo no município gosta de futebol, dei a ideia a Demir, ele apoiou e estamos juntos organizando com o apoio da prefeitura. Vai ter equipes de todo município, com atletas que tiverem acima de 40 anos", falou Carlinhos. 

O tradicional campeonato “Poeirão” conhecido também como campo de Demir, realiza vários campeonatos, mais esse será o primeiro dedicado aos veteranos do futebol, que tem acima de 40 anos. 


Caruaru sedia II Seminário de Atualização Jurídica da ESA/OAB-PE

Evento acontece no dia 30 de maio e vai debater os temas mais recentes do mundo jurídico

A cidade de Caruaru vai receber, na próxima terça (30), o II Seminário de Atualização Jurídica da Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE), da OAB/PE. O evento será realizado no Complexo Senac, que fica ao lado do Caruaru Shopping, tendo início às 8h30. “É um ótimo momento para debater os temas mais recentes do mundo jurídico com os advogados, estudantes de Direito e sociedade civil”, afirma o diretor geral da ESA-PE, Carlos Neves.

O seminário vai contar com painéis e debates sobre o papel da advocacia na transformação da sociedade civil, feminicído e crimes de gênero, recursos no novo CPC, gestão de escritórios e advocacia na era digital, nova lei da terceirização e as reformas trabalhista, previdenciária e política.

Além de Carlos Neves, também estarão presentes no evento o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte; o presidente da subseção de Caruaru, Felipe Sampaio; o procurador do Estado de Pernambuco Silvano Flumignan; o desembargador e Diretor da EJE do TRE-PE, Delmiro Campos; o diretor da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas, José Hildo Sarcinelli Garcia; o coordenador do Escritório de Prática Jurídica da FAVIP/DEVRY, Caio Souza; o reitor da ASCES/UNITA, Paulo Muniz; dentre outros.

O II Seminário de Atualização Jurídica da ESA/OAB-PE tem coordenação científica de Antônio Junior - coordenador do núcleo de Direito Eleitoral da ESA-PE.  As inscrições devem ser realizadas no site www.esape.com.br ao valor de R$ 20 para advogados e estudantes e R$ 30 para o público em geral.

Confira a programação completa:

9h: ABERTURA
Ronnie Duarte (Presidente da OAB-PE);
Carlos Neves (Diretor Geral da ESA);
Felipe Sampaio (Presidente da Subseção de Caruaru);
Caio Souza (Coordenador do Escritório de Prática Jurídica da FAVIP/DEVRY);
Paulo Muniz (Reitor da ASCES/UNITA); 

CONFERÊNCIA: “O PAPEL DA ADVOCACIA NA TRANSFORMAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL”Ronnie Duarte (Presidente da OAB-PE)

9h30 –PAINEL – FEMINICÍDO E CRIMES DE GÊNEROPresidente: Adrielmo Moura (Secretário Adjunto da OAB CARUARU)
Palestrante: Clarissa Lima (Advogada Criminalista e Conselheira da OAB)
Palestrante: Perpétua Dantas (Secretária Municipal da Mulher e Professora Universitária);
Debatedor: João Vieira (Conselheiro Estadual e Presidente da Comissão de Direito Penal OAB-PE);
Debatedora: Raquel Saraiva (Presidente da Comissão de Direito da Tecnologia e da Informação da OAB-PE)

10h30 –PAINEL – OS RECURSOS NO NOVO CPCPresidente: Fernando Ribeiro (Secretário Geral da OAB-PE);
Palestrante: Lorena Guedes (Coordenadora de Processo Civil da ESA);
Palestrante: Silvano Flumignan (Doutor e Mestre em Direito pela USP. Advogado. Procurador do Estado de Pernambuco. Membro da Comissão de Advocacia Pública da OAB/PE. Professor da UPE e da Asces/UNITA);
Debatedor: José Ferreira Netto (Advogado e Conselheiro da OAB CARUARU)

11h30 – PAINEL – GESTÃO DE ESCRITÓRIOS E ADVOCACIA NA ERA DIGITALPresidente: Ana Luiza Mousinho (Secretária-geral da OAB-PE);
Palestrante: Ivo Tino do Amaral (Presidente da Comissão de Sociedade de Advogados da OAB-PE);
Palestrante: Fred Duarte (Presidente da CEDTI - Comissão Especial de Direito da Tecnologia da Informação da OAB Nacional);
Debatedor: Diego Ventura (Advogado. Conselheiro da OAB CARUARU e especialista em Direito Público).
Debatedor: Mario Guimarães (Tesoureiro da ESA-PE).

12h30 às 14h – INTERVALO PARA ALMOÇO

14h00 – DEBATE: “REFORMA TRABALHISTA E A NOVA LEI DE TERCEIRIZAÇÕES”Debatedor: Leonardo Accioly (Vice-Presidente da OAB-PE);
Debatedora: Silvia Nogueira (Diretora-Tesoureira da OAB-PE);
Debatedora: Kilma Galindo (Advogada, Mestre em Gestão Empresarial/Relações de Trabalho e Professora de Direito Material e Processo do Trabalho da FAVIP/DEVRY);
Debatedor: José Hildo Sarcinelli Garcia (Advogado do ES, Diretor da ABRAT e Membro da JUTRA);
Debatedor: Maximiano Maciel (Presidente da AATP, Conselheiro da OAB-PE);

15h00– DEBATE: REFORMA PREVIDENCIÁRIADebatedor: Dr. Nemezio Vasconcelos (Advogado e Tesoureiro da OAB CARUARU);
Debatedor: Yuri Brederodes (Coordenador de Direito previdenciário da ESA);
Debatedora: Kelly Ferreira (Advogada e membro da Comissão de Direito Previdenciário da OAB CARUARU);
Debatedor: Bruno Baptista (Presidente da CAAPE);
Debatedora: Professora Núbia Sobral (professora de Direito Previdenciário ESA) 

16h – DEBATE: A REFORMA POLÍTICADebatedor: Carlos Neves (Presidente da ESA)/Felipe Sampaio ( presidente da OAB Caruaru);
Debatedor: Pedro Henrique Reynaldo Alves (Ex-Presidente da OAB-PE, Conselheiro Federal e Relator da OAB Nacional para a Reforma Política);
Debatedor: Pablo Bismarck (Comissão de Direito Eleitoral da OAB-PE);
Debatedor: Delmiro Campos (Desembargador e Diretor da EJE do TRE-PE); 
Debatedor: Marcelo Cumaru (Conselheiro Estadual e Presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB Caruaru)

17h00 – Coffee de encerramento

-- 
RAFAELLA SABINO
Atendimento
Tel: +55 (81) 3221-5926

Cel: +55 (81) 99959-1092 / (81) 99698-0116
www.executivacom.com

Prefeito entrega carro Toyota Bandeirantes ao distrito de Pão de Açúcar



O prefeito de Taquaritinga do Norte, Lero (PR), juntamente com o subprefeito do distrito de Pão de Açúcar Gilson Carlos, vereadores, secretários e diretores, entregaram nesta terça-feira, 23 de maio, um veículo Toyota Bandeirantes para ser utilizado nos trabalhos da subprefeitura de Pão de Açúcar.

Ao receber o carro, o responsável pela subprefeitura, Gilson Carlos, falou da utilidade que o veículo terá na rotina diária de trabalho. “Com esse carro,quemostra o compromisso do prefeito com o distrito de Pão de Açúcar, hoje o distrito é uma pequena cidade e a subprefeitura sofria com a falta de um carro para agilizar o atendimento às nossas demandas na retirada de metralhas, lixo e outros tipo de material, tínhamos que improvisar, fazer alguns transportes em carroças, uma situação difícil, mas o prefeito Lero viu a necessidade do carro, e presenteou o distrito com mais essa conquista", falou Gilson.


Para o prefeito, a entrega do veículo responde às necessidades do distrito. Segundo ele, Pão de Açúcar tem vida própria, um comércio diversificado, atuante e por isso tem merecido tratamento à altura. “O nosso querido distrito de Pão de Açúcar tem características de uma pequena cidade, e uma localidade com essas características, com dezenas de milhares de habitantes e maior que muitas cidades pelo Brasil afora não tinha sequer de um carro para dar conta de suas atividades de retirada de metralhas e lixo” falou Lero. Que completou “Esse reforço chegou numa boa hora, já colocamos a Toyota para trabalhar e isso vai contribuir muito para atender melhor a população de nosso distrito”, observou prefeito.

ASCOM/PMTN

Jungmman anuncia tropas federais para conter terrorismo do PT

O ministro da Defesa, Raul Jungmman, anunciou, há pouco, em pronunciamento à Nação, que tropas do Exército foram convocadas pelo presidente Michel Temer para reforçar a ação de enfrentamento à violência de manifestantes na Esplanada dos Ministérios. Militares do Exército, segundo o ministro, já estão na Praça dos Três Poderes seguindo para o local dos conflitos.

Jarbas diz que Tasso é a melhor alternativa

Baderneiro tem olho perfurado em ato de vandalismo


A organização do evento afirma que um homem teve o olho perfurado. O Corpo de Bombeiros ainda não confirma o que houve. O homem ainda não foi identificado, mas já está sendo atendido.

Imagens da TV Globo mostram manifestantes sendo detidos mas Polícia Militar e Secretaria de Segurança Pública não divulgaram informações sobre situação no local.

Bandidos contratados pelo PT e da CUT destroem ministério da agricultura

O interior do Ministério da Agricultura foi depredado e grupo ateou fogo em área interna do prédio. Outros manifestantes colocaram fogo em cones e placas de sinalização do Detran que estavam próximas ao Ministério da Defesa e eram usadas para bloquear protesto na Praça dos Três Poderes.

Um refletor foi quebrado perto do Ministério dos Transportes. Manifestantes jogam pedras nos policiais e PM revida com spray de pimenta e gás lacrimogênio.
Vândalos quebraram e atearam fogo em orelhões instalados ao longo da Esplanada dos Ministérios. Pelo menos cinco prédios dos órgãos ministeriais foram alvos de vandalismo – Planejamento, Cultura, Fazenda, Transportes e Minas e Energia.

Boa parte dos eleitores de Bolsonaro são tão lunaticos quanto os petralhas

Como jornalista e político, umas das coisas essenciais da profissão e se manter informado, por isso, fa;o questao de usar as redes sociais pra me manter informado, e participo de varios grupos de whatsapp e de face book, grupos de direita, de esquerda.

Participando de um grupo chamado Bolsonarianos, puder perceber a delinquência de alguns, alguns, eleitores do Mito, como e chamado o deputado. Essa agressividade, misturada com uma certa arrogância, revela a verdadeira face de boa parte do eleitorado Bolsonariano, pessoas sem fundamento político, que querem acreditem, conquistar voto na base da `burduada`, como se dizia antigamente. A eleição vai ser complicada para Bolsonaro, pois sem dinheiro, sem apoios políticos e sem tempo de TV, ele poderá virar um Eneas Carneiro, candidato da década de 90 da direita, que sempre perdeu a eleição.

Se depender de eleitores radicais de Santa Cruz do Capibaribe, certamente o `MITO` vai passar vergonha nas urnas de Santa Cruz e região, pois em alguns comentários feito por alguns do grupo referido, so mostra e deixa aberta, o tamanho da sandice de boa parte desses eleitores. 

Prefeito de Taquaritinga participa de reunião















Na manhã da última terça feira (23), o prefeito de Taquaritinga do Norte, Ivanildo Mestre (Lero), participou de uma reunião com os prefeitos de Santa Cruz Edson Vieira e de Toritama Edilson, com o intuito de trabalhar ações conjuntas.

Na pauta da reunião, foram debatidos os mecanismos para o trabalho em conjunto com a questão ambiental, envolvendo a ação com aterro sanitário e otimização do tratamento com resíduos sólidos bem como a coleta de lixo.

“Essa reunião foi muito importante, para debatermos questões ambientais como aterro sanitário, e a questão da segurança, que assola os municípios. Vamos fazer parcerias com os municípios vizinhos para que juntos, através do CONIAPE, possamos melhorar a vida da população dos municípios”, falou Lero.

O prefeito de Taquaritinga, vem exercendo uma liderança no polo de confecções, um bom exemplo disso, foi a ideia de criar um movimento envolvendo os prefeitos que administram os municípios atendidos pelo 24º batalhão de polícia, para cobrar mais policiamento do governo do estado.

Aterro sanitário é uma espécie de depósito, onde são descartados resíduos sólidos (lixo) provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. Os aterros sanitários são importantes, pois solucionam parte dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas cidades.

Atualmente, o Consórcio Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras (CONIAPE) atua com 16 municípios associados, Edson Vieira é o presidente e Ivanildo Mestre (Lero) é o 2º Vice-presidente.   

Fonte e Informações da redação do Cidade em Foco

terça-feira, 23 de maio de 2017

SEM VERGONHA, SOMOS UM PAÍS SEM VERGONHA!

Tem carne podre, tem a mídia burra e irresponsável que diz que ácido ascórbico é cancerígeno.
Tem papelão no frango, tem mercúrio no peixe, tem picanha vencida,
tem linguiça feita com carcaça de frango, tem agrotóxico proibido nas verduras, tem coliformes fecais na água, tem soda cáustica no leite, tem milho transgênico na cerveja, tem óleo de soja no azeite “extra-virgem”, tem cevada no café, tem propinoduto, tem mensalão, tem rede 3G que não funciona, tem o iPhone mais caro do mundo, tem analfabeto legislando, tem merenda escolar roubada, tem água de poço engarrafada, tem botijão de gás com menos volume do que informa, tem medicamento genérico sem controle de qualidade, tem airbag que não abre, tem recall de automóveis mal feitos, tem bomba de combustível fraudada, tem gasolina adulterada, tem máquina de cartão de crédito grampeada, tem cartão de crédito clonado, tem SMS do Ceará informando que você acaba de ganhar uma casa do Faustão naquele sorteio feito na penitenciária de Fortaleza, tem uso de celular na cadeia, tem médico que falta no emprego e falsifica o ponto, tem superfaturamento nas obras públicas, tem papel colado na placa do carro para burlar o rodízio, tem DVD pirata, tem empregado processando patrão para extorquir dinheiro, tem empregador que não respeita o funcionário, tem saques em lojas na greve da polícia, tem juiz que não respeita as regras de convivência comuns, tem saque de carga de caminhões acidentados, tem goleiro Bruno libertado, já empregado e dando autógrafos, tem desrespeito à cancela do pedágio, tem desrespeito às vagas de estacionamento, tem quadrilhas trevestidas de partidos políticos, tem o bandido que manda na polícia, tem a Suprema Corte incompetente e corrupta, tem aquele que atropela e foge, tem o Estado que tenta atrapalhar a tua vida, tem o Estado que te rouba, tem o Estado que exige coisas que ele mesmo não cumpre, tem a falta de profissionalismo, tem o parasitismo, tem a falta de seriedade e comprometimento, tem a falta de planejamento, tem falência ética da classe política, tem falência ética de funcionários públicos, tem falência ética do cidadão comum.
Este território, que insistem em chamar de país, é uma farsa.
Você ainda acha que o problema é a carne adulterada?
O problema é o CARÁTER sistemicamente adulterado.
Qual vai ser o próximo escândalo?

MAIS UMA HERANÇA PETRALHA: O IDH DO BRASIL É PIOR DO QUE O DE CUBA E VENEZUELA!


Quando a gente pensa que os "malfeitos" de Lulla, Dilma e seus "petralhinhas amestrados" já causaram todo a desgraça que poderiam causar ao Brasil, e aos brasileiros, somos cotidianamente surpreendidos por novas "presepadas", a exemplo da divulgação da lista mundial de classificação do IDH (índice de Desenvolvimento Humano), na qual o Brasil está em 79º, perdendo para países sabidamente miseráveis, tal como a "indigente" Venezuela e a "sucateada" Cuba. 

E, com certeza, outros escândalos virão, ainda na esteira dos desmandos de Lulla, Dilma e sua "trupe".

PAULO CÂMARA NEGA TER RECEBIDO DINHEIRO DA JBS


Acusado pelo executivo Ricardo Saud, da JBS, de ter recebido dinheiro da empresa, durante a campanha eleitoral de 2014, o governador Paulo Câmararesolveu ele mesmo se posicionar, mesmo depois que o presidente do PSB, Sileno Guedes fez a sua defesa, após cobranças feitas pelo senador Armando Monteiro e também pela bancada de oposição na Assembleia Legislativa.

O governador diz que não recebeu recursos da empresa de alimentos, frisa que "é apenas um servidor público", destacando na sua fala que só possui dois patrimônios: seu nome e sua família.

Confira o vídeo:


VEREADORA ACHA QUE NORDESTINO SÓ SABE ROUBAR

Vereadora Eleonora Broilo (PMDB), do município de Farroupilha, no Rio Grande do Sul, fez um pronunciamento esta semana em que destilou preconceito e revelou toda sua ignorância em relação aos nordestinos.

No seu discurso, a parlamentar disse que os moradores do Nordeste não sabem falar e só servem para alimentar a corrupção no Brasil.

Confira o vídeo divulgado através do Facebook. 



A vereadora desconhece a história do Brasil e do Nordeste em particular. É tão obtusa e alienada que nem se dá conta que os principais políticos denunciados por corrupção, no momento, não são nordestinos: Serra e Temer são paulistas, Aécio é mineiro, Eduardo Cunha carioca, Rocha Loures do Paraná...